Briefing: O que é, vantagens e como usar no Marketing de Conteúdo?

Dentro do Marketing de Conteúdo muito se fala em Briefing, mas você sabe o que significa esse termo e, principalmente, o quanto ele é importante para aproximar-se do cliente no contexto virtual? Qual a melhor forma de se criar um Briefing fazendo com que ele atenda as necessidades do negócio e ao mesmo tempo seja atrativo ao público-alvo?

Se para você o assunto é novo ou se conhece apenas superficialmente o que é Briefing, com certeza você está no lugar certo. Entenda neste artigo não só o que é um Briefing, mas também suas vantagens, importância e a melhor forma de desenvolver um! Continue lendo!

O que é Briefing?

O Briefing é um plano estratégico que facilita a comunicação e, especialmente, a produção de conteúdos que são utilizados no Marketing Digital. Devendo ser objetivo, o Briefing, tal como um resumo, apresenta os principais pontos da necessidade da empresa e do cliente.

Posteriormente este material é utilizado para a confecção do projeto, que pode ser desde um texto até um site completo. A ferramenta também é importante por guiar e determinar o que, quando e como cada coisa deve ser feita.

Vale destacar ainda que o Briefing é um recurso estratégico e completamente útil para o trabalho em equipe, seja essa interna ou externa. Ou seja, pode ser que a produção de conteúdo faça parte do quadro de trabalho da empresa ou que seja algo delegado a terceiros. Em ambos os casos, o briefing é essencial para facilitar a comunicação e alinhar o que realmente precisa ser feito em cada etapa do projeto.

Tipos de Briefings mais comuns

Muito se fala em Briefing associado à criação de conteúdo, ou seja, uma importante ferramenta dentro de Marketing de Conteúdo. Mas, é verdade que este recurso está disponível também para outros contextos, tais como os descritos a seguir:

Briefing de Criação

Tem por objetivo estabelecer quais são as necessidades e as expectativas do cliente no que diz respeito ao projeto. É uma forma interessante, e ao mesmo tempo simples, de fazer com que a comunicação seja eficiente entre as partes, especialmente nos casos em que a criação é uma responsabilidade delegada a uma agência de Marketing Digital, por exemplo.

O Briefing de Criação é um recurso interessante ainda para atender melhor àquilo que é esperado pelo cliente. Por exemplo, nele podem constar informações como prazos de entrega, orçamento e ainda outros detalhes que, após combinados, deverão ser seguidos.

Briefing de Identidade Visual

A Identidade Visual de um negócio possui um gigantesco peso e importância quando o assunto é se destacar no mercado. Por isso mesmo, é necessário desenvolver uma identidade que realmente combine com o negócio em questão.

O Briefing de Identidade Visual tem justamente essa difícil tarefa. Entender o que é o negócio a fim de traduzi-lo em um novo formato, que será a marca do negócio. Esta ferramenta deverá ainda entender quem é o público-alvo da empresa, qual a sua necessidade e outros detalhes que ajudarão a marca a ser bem vista no mercado.

Briefing de Logomarca

De modo semelhante ao modelo destacado anteriormente, o Briefing de Logomarca também busca compreender o negócio em sua totalidade a fim de criar uma logo que seja atraente, concisa e principalmente, inesquecível para os seus clientes.

Neste rascunho deverão ser indicados os pontos altos do negócio e também seus diferenciais. A logomarca deve ser simples, porém completa, devendo estar de acordo com tudo aquilo que o negócio faz. Cada detalhe precisa estar destacado no Briefing para um bom resultado.

Briefing de Marketing

Um dos tipos de Briefings mais comuns, o Briefing de Marketing tem por objetivo determinar quais serão as estratégias e campanhas a serem postas em prática no negócio. Podem ser aplicadas a diferentes áreas, tal como para o estabelecimento de campanhas em redes sociais, sempre com riqueza de detalhes para uma análise e acompanhamento eficaz mais tarde.

No Briefing de Marketing é necessário que mais do que ter destacado o meio e a forma de aplicabilidade da estratégia, fique estabelecido também as formas de mensuração. Afinal, após por em prática uma campanha é indispensável estudar os resultados alcançados por ela a fim de que posteriormente, em outra oportunidade, a estratégia seja melhorada.

Briefing de Site

O último tipo de Briefing bastante utilizado é aquele que tem por objetivo determinar o que terá em um site. Extremamente comum nas agências, este Briefing surge a partir de uma conversa em que são determinados os principais pontos a serem colocados na página.

A lapidação desta conversa, junto ao que foi estabelecido no Briefing, permite que o site atenda as suas expectativas e, principalmente as suas necessidades. O recurso deve ser, portanto, bem explorado a fim de que seja um facilitador.

A importância do Briefing no Marketing de Conteúdo

Como você pode ver ao longo dos tipos de Briefings, este é um recurso incrivelmente importante em cada um dos meios ao qual é aplicado. Todavia, quando se fala em Marketing de Conteúdo, é necessário entender que seu nível de importância vai ainda mais além.

O Briefing aproxima e une ideias facilitando o processo de criação. Geralmente seu uso se dá a partir de um processo que tem início com o estabelecimento do que será abordado no conteúdo. Uma pessoa, ou equipe, é responsável direta por pensar sobre o que o negócio precisa falar em sua página, seja um blog ou nas redes sociais, a fim de atrair o público comprador.

Todavia, como nem sempre essa mesma pessoa elabora o conteúdo, o ideal é que se utilize do Briefing para passar a diante cada uma de suas ideias. O redator, ou agência redatora deste conteúdo, se baseará justamente nesse Briefing para criar o material de forma que agrade e atenda a tudo o que foi previamente determinado.

Atualmente o Marketing de Conteúdo é uma das principais ferramentas de atração, engajamento e até mesmo fidelização de clientes. Entregar um bom e relevante conteúdo para o seu lead é uma das formas de deixá-lo mais perto e, por isso se fala tanto sobre a necessidade de criar textos cada vez mais focados e cheios de significado para o seu leitor.

E, como nem todo empreendedor e empresário tem tempo e conhecimento suficiente para escrever, o Briefing é a forma inteligente de delegar a tarefa a quem é profissional no assunto.

Você pode entender mais sobre a importância de desenvolver e publicar um Conteúdo Estratégico a partir do curso gratuito do Redator Online. Aproveite e se inscreva agora mesmo.

9 dicas sobre como montar um bom Briefing

Mais do que saber o que é Briefing, é necessário entender o que deve ser apontado dentro deste material para uma criação eficaz.

Mas, como você pode ver neste post, existem muitos tipos de briefings e para diferentes aplicações. E cada um deles possui suas próprias exigências e melhores formas de montá-los.

No entanto, neste post, vamos focar em como criar um briefing de marketing de conteúdo. Isso porque é o modelo que usamos todos os dias aqui no Redator OnLine e já atendemos mais de 300 clientes com ele. Logo, já descobrimos o que realmente funciona na montagem de um briefing para produção de conteúdo e o que realmente deve conter nele.

Por isso, a seguir estão os 9 itens imprescindíveis de serem descritos na sua pauta, veja cada um deles e entenda como devem ser trabalhados dentro da criação do seu Briefing de Marketing de conteúdo.

Se você quiser ter acesso ao nosso Modelo de Briefing, com todos os itens abaixo e instruções sobre como preenchê-lo, acesse esse link agora!

1. Quantidade de palavras

O primeiro item a ser apontado no seu Briefing refere-se ao tamanho do conteúdo que deverá ser criado. Qual a quantidade de palavras que deverão constar neste artigo? Se você ainda não trabalha com Marketing de Conteúdo e não sabe qual a melhor média para o seu site, é válido observar um pouco os seus concorrentes.

Geralmente, após algum tempo de trabalho com a publicação de conteúdos, você passará a ter uma melhor ideia sobre qual é o tamanho ideal podendo, inclusive, padronizar as suas publicações. Vale dar a dica de sempre atentar-se a quantidade necessária para falar sobre o assunto em questão também, nem mais e nem menos.

2. Título

O título do seu artigo é algo realmente importante e que exigirá bastante atenção e cuidado. Você já tem algum em mente? No processo de criação e estabelecimento do Briefing você pode tanto determinar exatamente qual será esse título, quanto poderá também dar uma sugestão esperando que o redator do artigo sintetize e termine tal título.

Em geral, o título precisa ser interessante, precisa resumir adequadamente de que trata o conteúdo e ainda utilizar-se da palavra-chave do texto para melhorar o SEO. Esses cuidados permitirão que o conteúdo seja melhor indexado pelos mecanismos de busca, além de atrair potenciais interessados para seu blog e empresa.

3. Conteúdo/Ideias

Talvez uma das partes mais importantes, é indispensável que você coloque aqui todas as suas ideias sobre o que deve constar ao longo deste material. Desde um resumo bem simples até mesmo uma estrutura em tópicos sobre o que deverá ser abordado, tudo é bem visto!

Quer um exemplo? No Briefing deste artigo poderia ser encontrado nesta parte uma indicação de estrutura de tópicos em que se veria:

  • O que é Briefing?
  • Quais os tipos de Briefing?
  • Sua importância e como criar um.

Ou seja, um passo a passo completo em que o redator precisou apenas seguir para entregar exatamente o que era pedido!

4. Palavras-chaves

Mesmo que você não saiba muito sobre Marketing Digital é provável que entenda a importância da utilização de palavras-chaves no seu conteúdo. Afinal, é a partir delas que o seu artigo poderá ser encontrado dentro dos mecanismos de busca, como o Google.

A escolha das palavras-chaves é uma etapa importantíssima, pois o redator do conteúdo observará essa parte do Briefing para utilizar-se das estratégias de SEO que permitirão um melhor rankeamento do seu material após a publicação. Pesquise, portanto, quais palavras são relevantes e interessantes para o seu artigo antes mesmo que ele seja produzido.

5. Linguagem que deverá ser abordada

Como você deseja passar a informação para o seu leitor? A linguagem deverá ser culta ou mais informal? São aceitas gírias ou apenas o português e a gramática perfeita? Se você nunca pensou sobre isso, é importante olhar para o seu público a fim de fazer essa definição.

No geral, não é interessante produzir conteúdos para a internet que sejam repletos de linguajares mais complicados e técnicos. Todavia, é claro, isso varia conforme o perfil do seu leitor e até mesmo o seu tipo de negócio. Observe as suas particularidades.

6. Público-alvo

Quem é a persona pretendida de ser atingida com o seu artigo? A quem o material deverá interessar e, portanto, deverá ser escrito de modo mais voltado e focado às suas dores e necessidades?

Quanto mais informações você tiver a respeito do seu público-alvo, melhor será para o redator produzir o material, pois ele o fará de modo completamente focado nesta pessoa que representa, nada mais nada menos, do que o seu cliente ideal.

7. Links de apoios

Você teve a ideia do conteúdo sozinho ou viu algum texto que despertou um insight sobre a necessidade de escrever sobre o assunto? Quais são as referências digitais sobre o tema que podem servir como modelo para o desenvolvimento do novo material?

Os links de apoio são bem interessantes e importantes para dar uma ideia do que você espera. Nessa parte do Briefing será possível adicionar quantos links você quiser, uma vez que estes serão usados apenas como inspiração para a confecção de um novo artigo.

8. Outras orientações

Espaço reservado para que sejam destacadas todas as demais informações que não foram mencionadas antes, aqui você poderá solicitar, por exemplo, o uso de imagens, limite de palavras por frase, uso de negrito para destaque e hiperlink com outros conteúdos.

Utilize esse espaço para complementar tudo o que não foi falado antes no Briefing de Criação.

9. Empresa

Para fechar com chave de ouro o Briefing de Marketing, lembre-se de fazer um bom resumo sobre a sua empresa e sobre o seu negócio. O redator, pessoa responsável por criar o seu material, deverá entender quais são os seus diferenciais a fim de utilizá-los ao longo do texto.

Acrescente também nesta parte links para o seu site e para o seu blog, além de todos os demais que julgar necessário. Permita que a empresa seja conhecida a partir deste breve resumo e utilize-se de informações como missão e visão para melhorar a forma como o redator entenderá o seu negócio a fim de falar por ele.

Agora que você já sabe o que é um Briefing de Marketing e conhece a sua importância, que tal conhecer o nosso Briefing Generator? Possibilitando a montagem de uma pauta completa, você receberá o Briefing em PDF e poderá ainda compartilhar o material com até três pessoas de sua equipe para que juntos, conquistem melhores resultados.

Compilamos nesse gerador a nossa experiência de mais de 4 anos a frente do Redator Online produzindo conteúdo e depois de atender mais de 300 clientes. Também adicionamos a essa ferramenta os pontos principais de um bom briefing e instruções para preencher o seu. Aproveite e conheça agora mesmo essa ferramenta gratuita e diminua o tempo gasto na montagem dos briefings em sua empresa!

César Ribeiro: César Ribeiro é o CEO do RedatorOnLine.net e consultor de marketing para pequenas empresas e profissionais liberais. Atua com marketing digital e marketing de conteúdo há mais 8 anos. Autor, empreendedor e apaixonado pela internet.

Este site usa cookies. Clique em ACEITAR para continuar navegando...