Marketing digital

Como fazer marketing digital em 2017?

César Ribeiro
Escrito por César Ribeiro em 12 de fevereiro de 2017
Como fazer marketing digital em 2017?
Junte-se a mais de 8.500 pessoas

Entre para minha Lista VIP e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

O marketing digital é uma estratégia em constante evolução, por esse motivo, no início do ano, sempre surgem as previsões e tendências. Para além de criar posts bonitinhos e chamar a atenção, essas apostas nos ajudam a entender o que vem por aí.

como fazer marketing digital

O ano de 2016 foi fantástico para o marketing na internet. Historicamente milhares de empresas valorizaram esta estratégia e enxergaram nela uma luz no fim do túnel para a crise econômica.

Mas a popularização da atração e fidelização de clientes pela web está longe de chegar ao seu ápice. Ainda há muita coisa a ser feita em marketing e muitos empreendedores ainda nem começaram a planejar a sua estratégia na internet.

Se você é um desses empresários, que ainda não usa o marketing na web a favor de seu negócio, veja algumas dicas para começar ainda este ano. Reuni algumas tendências e especulações de especialistas para este ano, que podem ajudá-lo a começar do jeito certo na internet.

Conteúdo personalizado e relevante

Entre as tendências de marketing digital se destaca a criação de conteúdo cada vez mais relevante e personalizado para o usuário.

Os conteúdos mais do mesmo, plágios e genéricos demais estão com os dias contados. A concorrência de marketing de conteúdo só aumenta a cada ano. Assim, para se sobre sair em meio a concorrência, o seu conteúdo precisa ser épico.

Em outras palavras, isso quer dizer conteúdo mais completo e realmente de valor para seu público-alvo. É descobrir o que tira o sono de sua persona e criar soluções para os problemas delas. Essas pílulas mágicas devem ser transformadas em conteúdos em seu blog, canal no Youtube e demais redes sociais.

Por outro lado, as principais ferramentas de marketing digital estão criando formas para personalizar o conteúdo. Deste modo, é possível oferecer uma experiência única para cada usuário e isso tende a aumentar neste ano.

Segmentação de listas de emails, remarketing nas redes sociais, rastreamento de conversões e visitas, e por aí vai. São infindáveis as formas para descobrir como o seu potencial cliente se comporta na internet. Esses dados podem ser usados facilmente para melhorar a experiência das pessoas que chegam até a sua empresa.

Crie conteúdo de qualidade em seu blog e experimente entregar para as pessoas certas. Por exemplo, segmente a sua base de leads por interesse e envie conteúdos que interessem essas pessoas. Você vai se surpreender como suas taxas de conversão vão aumentar e muito.

Distribuição de conteúdo

Se para começar no marketing na internet é importante produzir conteúdos, distribuí-los é ainda mais relevante para o seu sucesso. Afinal de contas, do que adianta o melhor texto de blog se ele não tiver nenhum leitor?

No entanto, em 2017 as coisas estarão mais complicadas em relação a entrega de conteúdos, especialmente nas redes sociais. Você deve se lembrar que no ano passado o Facebook anunciou mudanças em seus algoritmos. Essas alterações impactaram significativamente as empresas na maior rede social do mundo.

Trocando em miúdos, basicamente, o Mark Zuckerberg diminui significativamente a taxa de entrega das publicações de páginas. Hoje as empresas já não conseguem impactar o mesmo número de pessoas que antigamente. Isso mudou consideravelmente a forma como você distribui os seus conteúdos na web.

A velha prática de investir em otimização de sites, escolhendo uma boa palavra-chave não é tão vantajosa como antigamente. Da mesma forma, confiar que a sua audiência vai consumir seu conteúdo nas redes sociais sem investimento, não funciona mais.

É praticamente impossível ter um bom alcance orgânico com suas publicações no Facebook. No Google, a concorrência aumentou a tal ponto que, em alguns segmentos, chegar à primeira página pode levar anos. Por conta disto, anunciar no Facebook e outras ferramentas online praticamente se tornou uma obrigação em 2017.

Em linhas gerais, ou você impulsiona as suas publicações no Facebook ou corre risco de ninguém ver os seus conteúdos. Tráfego pago se tornou uma palavra de ordem para dar visibilidade suficiente aos seus conteúdos. O ponto positivo, é que você não precisa desembolsar fortunas para isso. Mesmo pequenos investimentos, desde que otimizados, podem render muitos leads e vendas para o seu negócio.

Usuários Móbile

Em 2015 o celular finalmente ultrapassou computadores e notebooks como meio de acesso a internet. Os dados revelados pelo IBGE apontam que os dispositivos móveis foram responsáveis por mais de 92% das navegações na web.

Planos de dados móveis mais facilitados, acesso a WIFI em qualquer, entre outros motivos são algumas causas deste crescimento. O ponto fundamental é que o smartphone tomou o lugar dos computadores comuns. Hoje, é o dispositivo mais usado para fazer pesquisas na internet, acessar redes sociais e até mesmo comprar.

Pare para pensar: quantas vezes você usa o celular para navegar na internet? Qual o dispositivo que mais está presente nas mãos dos brasileiros? Ir até o computador ou acessar a web pelo celular, qual é o mais rápido? Não restam dúvidas que os celulares trouxeram mais benefícios e agilidade para nossas vidas.

Partindo dessa informação, investir em sites responsivos e otimizados para móbile não é mais uma opção. Nos dias atuais, até o Google leva esse fator em conta para ranquear um site em seus resultados.

Sendo assim, se as empresas querem ter resultados com o marketing digital em 2017, vão precisar se adequar ao usuário móbile. Os textos precisam ser ainda menores e com mais espaçamento para facilitar a leitura. Os menus e botões devem ter mais espaço para que o usuário consiga clicar na tela. E os vídeos, é o formato de conteúdo preferido dessa nova geração de internautas.

Conteúdos mais instantâneos e visuais é a chave para o sucesso neste ano. Fotos, vídeos, infográficos e outras publicações visuais estão tomando as telas dos smartphones e isso tende a continuar assim. Então, fique ligado para essas mudanças em andamento e não fique para trás.

Transmissões ao vivo

Tudo começou com o Hangouts do Google, mas agora a maioria das redes sociais já disponibiliza o streaming de vídeos em tempo real.

O Facebook implantou o recurso em seu site no ano de 2016. Quase ao mesmo tempo expandiu as chamadas em vídeo para o whatsapp e já anunciou que o próximo a contar com este recurso é o Instagram.

Todas essas mudanças só nos dizem uma coisa: o usuário quer consumir as informações frescas, preferencialmente no momento que elas acontecem. O mesmo ocorre com a audiência de sua empresa.

As lives, hangouts, webinars e outras transmissões de vídeo ao vivo tomaram conta da internet em 2016. As expectativas são que esses números aumentem ainda mais em 2017 e continuem a expandir significativamente. Logo, a sua empresa precisa se preparar para surfar essa onda do jeito certo.

O próprio Facebook está dando preferência por lives em suas páginas. Essas transmissões de vídeo em tempo real, se tornaram a melhor forma de conseguir engajamento com sua audiência. Ainda facilitaram a geração de conteúdo para mais pessoas e o alcance dos vídeos cresce cada vez mais.

Ao contrário do que se via antes, em que só produtoras podiam gravar vídeos, hoje qualquer um pode fazer. Basta ter em mão o seu celular, uma boa iluminação e conteúdo para compartilhar. Essa é uma excelente oportunidade para sua empresa comunicar a sua mensagem e gerar mais negócios. Além disso, é uma boa forma para começar usar o marketing digital com baixíssimo investimento.

Ativos digitais

Antes o objetivo das empresas era colecionar propriedades, royalties e outras fontes de receita mais tangíveis. Em 2017 esse quadro tende a mudar. Neste ano a maioria das organizações abrirá os olhos para os ativos digitais, movimento que teve início já no ano anterior.

Ativos digitais são bens intangíveis conquistados na internet. Porém, são bem mais que algumas páginas na internet ou contas nas redes sociais. Esses ativos dizem respeito aos pontos de contato com os possíveis clientes.

Nos últimos anos temos visto a crescente procura por mídias de nicho para anúncios e isso deve se repetir neste ano. O poder de monetizar audiências e públicos continuará a crescer. Contudo, isso passará a ser feito em maior escala e não por pessoas isoladas como antes.

Praticamente todas as empresas começaram a enxergar já em 2016 o potencial das audiências na internet. Isso abriu os olhos das corporações e fez com que a maioria investisse em criar os seus próprios ativos na internet.

Alguns exemplos dessa contabilidade virtual são: blogs corporativos, perfis ativos e engajados com as pessoas nas redes sociais, etc. As empresas estão descobrindo o real valor dos seguidores e fãs, e deixaram de olhar para esses números como métricas de vaidade. Eu arrisco dizer que não muito longe, os ativos digitais serão o bem mais precioso das corporações.

E se você não concorda comigo, basta voltar alguns anos no tempo para perceber do que estou falando. Sites de mídias sociais como Instagram, Whatsapp e outros foram protagonistas de vendas bilionárias no mercado. As ações destes novos meios de comunicação crescem diariamente, mas isso provavelmente vai se expandir para outros segmentos. Mesmo as empresas não relacionadas a tecnologia ou mídia, vão perceber gradativamente o poder de se comunicar com as pessoas certas.

Um jeito mais humano de fazer marketing

Todas essas tendências de marketing digital que vimos acima abrirão um precedente para um jeito mais humano de marketing. Menos poluições visuais com banners, menos agressividades nas campanhas e mais relacionamento.

A maioria dos profissionais de marketing de conteúdo prevê este acontecimento há vários anos. Alguns, inclusive, sendo marginalizados por pessoas da velha escola de marketing. Mas a verdade é que estamos a poucos passos na era pós digital.

Nesse novo cenário as responsabilidade e aptidões de sistemas e pessoas mudam. Os negócios têm uma nova responsabilidade sobre os seus ombros. Agora cabe as empresas educar, conectar e se relacionar com os potenciais clientes.

O consumidor desta era também mudou. Deixa de comprar coisas ou contratar serviços, mas está ainda mais preocupado em resolver problemas. É nesse momento que questões ambientais, de sustentabilidade e causas sociais ganham ainda mais força.

Será exigido mais jogo de cintura das empresas e ainda mais informações. Agora o consumidor não se contenta com um bom atendimento, mas busca por algo de excelência. Ainda quer um pós venda impecável durante e após o consumo. Você precisa estar preparado para isso!

Conteúdo de imersão ou realidade aumentada

No ano que se passou nós tivemos uma prévia do que a realidade aumentada pode fazer. Milhares de pessoas saíram as ruas com seus smartphones nas mãos, em busca de pokémons. Apesar de a novidade ter desaparecido tão rápido quanto surgiu, abriu um mercado valioso que deve ser explorado mais em 2017.

Jogos de realidade aumentada ou conteúdos imersivos são grandes tendências do marketing digital. As marcas e empresas estão prestes a descobrir formas de monetizar isso e usar a favor do negócio. Por conta disto, este é um novo formato de conteúdo que vamos ver muito neste novo ano.

Inserir o usuário na estratégia de conteúdo e fazê-lo participar, há anos, tem sido a melhor estratégia para atrair, engajar e converter novos clientes. Com a realidade aumentada isso será feito de forma natural e menos agressiva. Assim as pessoas estarão mais dispostas em compartilhar informações com as empresas em troca de diversão.

Aliás, grandes marcas já tem investido no princípio de reciprocidade para gerar negócios. Google e Facebook, por exemplo, oferecem diversas soluções para os usuários, em troca de informações e dados. Sendo assim, é provável que a realidade aumentada siga este mesmo caminho no início.

Resta saber quando surgirá o próximo Pokémon Go para mexer com a cabeça das pessoas e como isso vai afetar o marketing digital do futuro. Com certeza, esses atributos ainda serão explorados e muito pelos profissionais de marketing.

Como você viu oportunidades não faltam e as tendências de marketing digital são incríveis para este ano. Por isso se você quer manter o seu negócio competitivo, fique de olho nas novidades e aplique-as em seu negócio. Com certeza são grandes chances para atrair novos negócios e gerar vendas em sua empresa.

Se você quer ficar por dentro de todas as novidades de marketing digital e geração de conteúdo, nos acompanhe nas redes sociais. Todos os dias temos conteúdos novos no Facebook e Youtube. Siga-nos agora mesmo!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *