Como ser um bom vendedor? 8 dicas para ser um herói das vendas!

Descobrir maneiras de como ser um bom vendedor é o objetivo de milhares de profissionais de vendas e empreendedores, em geral.

como ser um bom vendedor

Afinal, vender é uma das coisas mais importantes para qualquer empresa, não é mesmo? Porém, além de se preocupar com o número de pedidos que tem recebido atualmente, você deve ficar atento a outros fatores.

Entre esses aspectos, a qualidade das vendas e dos clientes é um dos destaques. Em linhas gerais, você não pode vender para qualquer pessoa e precisa certificar a satisfação de cada consumidor.

Esses objetivos só são alcançados quando você define um processo de vendas de qualidade, foca no cliente e melhora sua persuasão. Não é um processo tão fácil quanto a maioria das pessoas imagina, mas é possível se tornar um bom vendedor sim!

Então, se você quer aumentar suas vendas e melhorar o seu desempenho como profissional de vendas continue a leitura. Veja neste post 8 dicas fundamentais para se tornar um herói de vendas, bater as metas e aumentar o seu faturamento.

1. Tenha um planejamento

A principal dica para quem deseja saber como ser um bom vendedor é organização. Você provavelmente vai negociar com diversos clientes ao mesmo tempo. Sendo assim, precisa ser organizado para atender a todos com a maior qualidade possível.

Imagine, deixar de comparecer em uma reunião importante ou agendar compromissos para um mesmo horário, ou simplesmente esquecer de retornar a ligação do consumidor. Esses fatores, com certeza, vão sabotar completamente o seu potencial de vendas.

É bem provável que o cliente desista de fechar com você após um deslize como esse. Afinal, se você não consegue cumprir com o prometido antes do pedido, será que possui a capacidade para atendê-lo depois da compra?

Para evitar isso crie um processo de vendas bem fundamentado e documente sua estratégia. Coloque no papel qual deve ser abordagem com cada lead ao entrar em contato com a sua empresa. E claro, siga o que foi planejado!

Não deixe de usar ferramentas de automação de marketing e vendas para auxiliar nesse processo. Essas plataformas ajudam a qualificar o lead de forma mais rápida e concentrar seus esforços nas maiores chances de fechar o pedido.

Por fim, a velha conhecida agenda não deve abandoná-lo jamais. Ter uma lista de suas atividades diárias e compromissos ajuda a evitar imprevistos. Da mesma forma, com essa organização o cliente se sentirá mais confiante para fazer a compra.

2. Conheça o seu cliente

Pode até parecer uma dica muita óbvia, mas infelizmente alguns vendedores ainda negligenciam esse ponto.

Marcar uma reunião com o potencial comprador sem conhecê-lo é um tiro no escuro. Na maioria das vezes, isso significa sair de mãos vazias e perder uma chance de fechar a venda.

A única forma de evitar isso é se preparar para essa conversa. Pesquise sobre o potencial cliente, o que ele gosta, o que detesta, sua forma de negociar e assim por diante. Esse é um trabalho que começa com a definição da persona do negócio, mas não para por aí.

É preciso se tornar um especialista em seu cliente e no que ele deseja com o produto ou serviço a ser vendido. Dessa forma, você conhece os argumentos certos para usar em seu discurso de vendas.

Hoje em dia, levantar informações de uma pessoa é mil vezes mais fácil que há alguns anos. Basta dar uma espiada nas redes sociais de seu cliente, encontrar amigos em comum e por aí vai.

Encontre formas para conhecer melhor a outra parte e se prepare para otimizar as suas chances de vender. Qualquer mínimo detalhe pode ser determinante para fechar o pedido.

Por exemplo, você pode descobrir o motivo pelo qual o potencial cliente não fechou com o seu concorrente. Assim, você deve apostar em práticas que o diferenciem do adversário e façam o cliente confiar em você.

3. Crie uma conexão com ele

As pessoas não compram de qualquer vendedor ou empresa. Na verdade, as emoções contam muito na hora de fechar o pedido. Entre os sentimentos envolvidos nesse processo, a afinidade é um dos mais importantes.

Em outras palavras, o cliente só fechará o negócio se ele “for com a sua cara”. Embora os fatores que levam alguém a simpatizar com outra pessoa sejam variados, existem algumas pistas para seguir.

Robert B. Cialdini apresentou alguns motivos pelos quais gostamos de alguém em seu livro “As Armas da Persuasão – Como influenciar e não se deixar influenciar”. Segundo o autor, fatores como atratividade física, semelhança, receber elogios, contato e cooperação contribuem para alterar nossa percepção de alguém.

O fato é que, tendemos a gostar de indivíduos que se parecem conosco em algum aspecto ou são cordiais. É o sentimento de afeição entrando em ação. Boa parte do aprendizado sobre como ser um bom vendedor está em conhecer bem o seu cliente e encontrar formas de melhorar essa afeição.

Busque por pontos de conexão para usar no início da conversa e quebrar o gelo. Você pode começar falando sobre crianças, sobre futebol, novela ou qualquer coisa que chama a atenção do cliente.

O importante é mostrar que você se parece com ele de alguma forma e criar essa conexão. Depois basta aproveitar esse assunto em comum para aumentar a confiança do cliente e fechar a venda.

4. Use da persuasão

Até parece mentira, mas a maioria das pessoas está esperando um pequeno empurrão para tomar uma atitude definitiva. É verdade! Temos tantas coisas para se preocupar no dia a dia que adoramos quando somos guiados a tomar determinada ação.

Robert Cialdini chamou isso de clique, zum em seu livro. Nosso cérebro busca por sinais de forma instintiva para tomar decisões de forma mais rápida e sem precisar pensar muito.

As vezes é o empurrão que falta para seu cliente assinar o contrato com a empresa e dar sequência ao pedido. Mas como persuadir o cliente sem manipulá-lo?

Simples, mostre os benefícios reais que o produto ou serviço oferece e apele para os gatilhos mentais. São atalhos para a tomada de decisão de seu cliente que vão ajudá-lo a se decidir.

Mas veja bem: persuadir não é manipular. A persuasão se vale de técnicas para agilizar o processo de decisão do seu cliente. Porém, o grande objetivo é o bem comum para todos os envolvidos.

Já a manipulação visa o benefício apenas do maior interessado, aquele que manipula as outras pessoas. Fique atento a essa diferença e tome cuidado para não fazer a coisa errada. Deixar o cliente se sentir enganado não é bom para ninguém.

5. Seja especialista no mercado

Além de conhecer o cliente especialize-se no seu mercado, produto e serviço. Conheça como funciona o mercado, como usar o produto e assim por diante. Domine completamente o solo que está pisando.

Como o produto ajuda o cliente de fato? Qual o ROI (retorno sobre o investimento) do seu serviço? Quais são as dores que seu produto resolve? Como funciona o negócio do cliente e em que lugar o que você vende se encaixa?

Ao fazer isso você poderá dar conselhos e educar o consumidor antes de fechar o pedido. Desta forma, o cliente se sente mais confortável em escolhê-lo para resolver um problema.

Além disso, conhecer bem todo o cenário do processo de vendas ajuda a reconhecer os seus potenciais compradores e afastar clientes não ideais. Lembre-se que é importante fazer a distinção de quem é seu cliente e quem não é.

Quando você tem todas as informações que precisa sobre a venda em suas mãos, tudo fica mais fácil. As chances de seu cliente atingir o sucesso e ficar satisfeito com a empresa aumentam.

Por isso, mostre em seu script de vendas que sabe do que está falando. Demonstre que pesquisou sobre o assunto e se posicione como autoridade para o seu cliente. Mas só faça isso se, de fato, tem os conhecimentos e habilidades necessárias.

6. Preocupe-se com o pós venda

A venda não acaba quando termina. Calma, deixa eu me explicar melhor!

O processo de vendas não termina com a assinatura do contrato ou o pagamento da fatura. Na verdade, esse é apenas o começo da parceria. Dependendo da forma como você age frente ao cliente a partir daí, essa pode ser uma relação longa ou muito curta.

Exatamente por esse motivo o pós venda é muito importante.

É comum que surjam dúvidas depois da compra e questões durante a utilização do produto ou serviço são frequentes. E você precisa estar preparado para lidar com isso. Dê a mesma atenção e apoio ao cliente que foi despendida na hora de fechar o pedido.

Infelizmente, alguns vendedores simplesmente esquecem o comprador e nunca mais entram em contato com ele. Esse é um erro grave e deve ser uma das primeiras mudança se quiser aprender como ser um bom vendedor.

Não deixe a satisfação de seu cliente nas mãos de outras pessoas, mesmo que a empresa tenha um departamento de Customer Sucess. Acompanhe a execução do pedido do cliente, a entrega, o recebimento da mercadoria e o feedback final do consumidor.

Ligue uma fez ou outra para colher os depoimentos de seu consumidor e converse com ele. Veja se as necessidades que ele mencionou durante a venda foram atendidas. Verifique se tudo o que foi acertado realmente foi cumprido.

Ao agir assim você mostra ao cliente o quanto ele é importante para a empresa. Também consegue abrir novas oportunidades de vendas, seja para upsell ao próprio consumidor ou quem sabe através de indicações.

7. Mensure seus resultados

Para melhorar o seu desempenho como vendedor e cumprir todas as metas, você precisa monitorar os seus resultados. Acompanhe o seu número de vendas, ticket médio, life time value e outros dados importantes.

Mantenha sua atenção constante sobre as métricas de vendas mais importantes para o seu caso e fique de olho em sua performance.

Acompanhar seu histórico e situação atual é a melhor maneira para descobrir oportunidades de como ser um bom vendedor. Então, não desperdice as chances de evoluir suas vendas e melhorar os seus resultados.

Mensure esses dados de tempos em tempos e peça o feedback constante de seus líderes e clientes. Descubra os lugares que está errando e encontre formas para expandir o seu número de vendas e fidelizar seus clientes.

Algumas vezes, ajustes simples trazem retornos excelentes para o negócio, logo não ignore nenhum sinal, combinado?

Além disso, use os dados capturados para pautar decisões estratégicas em sua abordagem de vendas. Não vá testando tudo e mudando sempre. Procure encontrar em qual fase está errando e ataque o problema diretamente.

Pode ser mudar o seu script de vendas, melhorar o seu follow-up, fazer mais chamadas, etc. Apenas tenha o hábito de acompanhar seus números e buscar a melhoria contínua.

8. Busque aprender sempre!

Não é segredo para ninguém que os hábitos do consumidor têm mudado nos últimos anos. O crescimento do marketing digital é, sem dúvida, um dos maiores motivos para tanta alteração.

Entretanto, o que muitos vendedores ainda ignoram é que esse fator vive em constante mutação. E essas mudanças acontecem cada dia mais rápido, o que torna difícil acompanhar tudo o que ronda o seu cliente.

Sendo assim, evite ser pego de surpresa com o novo comportamento de seu consumidor e previna-se. Antes que a sua abordagem de vendas se torne ultrapassada, encontre novas formas para vender.

Mantenha-se antenado às novas técnicas de vendas, ferramentas, abordagens e informações importante de seu setor. Não deixe que nada passe despercebido de sua visão e fique sempre um passo a frente de sua concorrência.

Uma das características mais importantes para quem busca como ser um bom vendedor é se manter em constante evolução. Logo, busque o aprendizado sempre. Faça cursos de vendas, acompanhe blogs sobre o assunto, aperfeiçoe suas técnicas de persuasão e fechamento.

Agindo assim as variações de suas vendas serão bem menores e você conseguira atingir o status de supervendedor. Mas tenha em mente que esse deve ser um processo contínuo, certo?

Por falar em conhecimento e aprendizado, aproveite para baixar o ebook gratuito Como vender mais e melhor! Descubra os 5 passos responsáveis por duplicar as vendas de nossos clientes usando de novas abordagens e tecnologias.

Nesse livro gratuito eu compartilho como conseguimos aumentar as vendas de uma sex shop online. Tudo através de técnicas simples, práticas e muito eficazes. Além disso, podem ser aplicadas em qualquer negócio. Experimente!

Junte-se a mais de 390 alunos e descubra como atrair mais clientes com o marketing de conteúdo!

César Ribeiro

César Ribeiro é o CEO do RedatorOnLine.net e consultor de marketing para pequenas empresas e profissionais liberais. Atua com marketing digital e marketing de conteúdo há mais 8 anos. Autor, empreendedor e apaixonado pela internet.

Website: https://redatoronline.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *