3 técnicas de negociação para aumentar suas vendas

As técnicas de negociação são necessárias para todos, não somente para quem precisa aumentar as vendas. Contudo, são mais eficazes e evidentes na área comercial de sua empresa. Mas, embora a gente não perceba, fazemos negociações todos os dias. Por isso é preciso estudar bem esse assunto.

técnicas de negociação

As negociações podem variar de acordo com o tema ou necessidade. No entanto, elas estão presentes em todos os aspectos da vida. No ambiente corporativo está no meio do seu relacionamento com o seu cliente, colaborador, supervisor, investidores, fornecedores ou parceiros.

Negociar é a arte de fazer bons e produtivos acordos, com interesses que sejam bons para ambas as partes. Ou seja, esse é o ato em que todas as partes envolvidas têm o mesmo objetivo. Para te ajudar nesse quesito, separamos três técnicas de negociação importantes para aumentar suas vendas! Continue acompanhando e saiba quais são. Boa leitura!

Conheça 3 técnicas de negociação para alavancar seus resultados

Uma boa negociação não é embasada em cima de uma conversa e bons argumentos apenas. É preciso se atentar às suas etapas. São elas:

  • Preparação;
  • Planejamento;
  • Acordos;
  • Avaliação;
  • Manutenção.

É preciso preparar-se previamente antes de iniciar uma negociação. Afinal, ninguém vai enfrentar um desafio sem se preparar, não é? O mesmo se aplica ao ato de negociar. Antes de qualquer coisa, é necessário você definir seus objetivos, posicionamento e analisar quais argumentos são usados na hora de negociar.

Toda negociação tem consequências, sendo elas positiva ou negativa. Por isso, é preciso analisar qual será o impacto desse trâmite. A habilidade de negociar deve ser desenvolvida, ela não nasce em você. Por isso, veja três técnicas de negociação para aprimorar esse seu lado:

banner conteúdo estratégico

1. Domine os três pilares da negociação

Segundo Herb Cohen, a ciência da negociação é feita de três pilares:

  • Conhecimento: é necessário conhecer profundamente o tema que será negociado e também pesquisar a respeito sobre com quem irá negociar. Busque conhecer as necessidades e motivações da outra parte, pois te ajudarão em seus argumentos;
  • Tempo: é necessário ter o tempo a seu favor, pois os seus movimentos devem ser usados da melhor forma possível, de acordo com as reações da pessoa com quem está negociando e o contexto. Reconheça quando o tempo está ao seu favor ou não;
  • Poder: essa é a parte que mostra a sua influência, convicção de decisões, o domínio sobre o assunto tratado e a sua determinação. Por isso, é preciso ter autoconfiança, mas com cuidado para não ser arrogante.

Trabalhe esses três pilares em sua negociação antes de tudo, caso queira melhorar seus argumentos para aumentar as vendas do seu negócio.

2. Analise sobre qual será a sua postura diante de uma negociação

É preciso pensar não só no que vai negociar, mas como irá fazer essa negociação. Qual será a sua postura diante do processo? E a sua atitude? O que será que isso provocará na outra pessoa? Todos esses pontos devem estar a seu favor!

Existem dois tipos de posturas a considerar:

  • A consciência como limite: esse tipo é quando não nos importamos com as consequências da negociação diante da nossa postura. Quando dizemos que a consciência é o limite é quando a negociação chega ao ponto de ter “propostas inadequadas” ou é “forçada a barra” para que o acordo seja fechado;
  • Queremos manter boas relações no futuro: aqui é quando você está preocupado com as consequências que essa negociação terá. Nesse tipo de postura não é levado em consideração somente o seu ponto de vista ou o seu lucro, mas os interesses de ambas as partes. Para isso, é importante ter uma comunicação assertiva e clara.

Analise qual das duas abordagens faz mais sentido para você e seu negócio. Vale lembrar que a negociação é uma via de mão dupla. Então, além de definir seu posicionamento, você precisa reconhecer a postura do outro e saber lidar com ela da melhor forma possível.

3. Identificar e verificar os estilos de negociação em si e no outro

Conhecer com quem está negociando é fundamental. Porém, você não deve saber apenas sobre a empresa, tipo de pessoa ou as habilidades que o outro possui, mas também saber como ele negocia. Por isso, reserve um tempo, no início da conversa, para escutar e ver como é a postura do outro negociador.

Existem dois tipos de negociadores. São eles:

  • Competitivos: esse sempre deixa o outro fazer a primeira proposta, isso porque ele quer tirar o maior proveito da situação. Esse tipo de negociador gosta de tirar vantagem e oferece sempre poucas opções que favoreçam a outra parte. Para isso, ele irá fazer o que for preciso para atingir o seu objetivo. Portanto, é alguém que se deve ter cautela durante toda a negociação;
  • Cooperativo: esse tipo de negociador não enxerga o outro como adversário, mas como um parceiro. Está mais disposto a ouvir e a chegar em um acordo que seja bom para todas as partes envolvidas. Se você é um negociador cooperativo, tome cuidado para não passar muitas informações e ser deixado para trás, pois pode não conseguir defender seus próprios interesses. Portanto, fale somente o essencial.

Para identificar qual é o seu estilo é necessário analisar seus comportamentos. É preciso de tempo se preparando para uma negociação para conseguir avaliar qual é o seu estilo de negociador.

Porém, seja qual for o seu estilo, seja autoconfiante, assertivo em apresentar suas ideias e argumentos e mantenha sempre a prudência.

Conclusão

Essas são técnicas de negociações fundamentais para fechar acordos de sucesso. Elas podem ser aplicadas em qualquer tipo de mercado ou situação, desde uma negociação para folga a grandes acordos entre multinacionais.

O ponto-chave, como foi dito, é o autoconhecimento e conhecer com quem você irá negociar. Busque seu estilo de negociação e trabalhe em cima dele, com argumentos convincentes e que tragam benefícios para todas as partes envolvidas. Reciprocidade em uma negociação é essencial!

Entenda o que o outro necessita, exponha as suas necessidades e faça um acordo que seja perfeito para todos. Os argumentos certos farão você ter bons resultados, parceiros de sucesso e vendas com lucros excelentes. O poder está em sua palavra e colocar em ação o que foi acordado durante essa reunião também.

Em uma negociação não é possível pensar somente em si mesmo. Todas as partes estão igualmente envolvidas e, mesmo que as ideias sejam um pouco divergentes, os interesses são os mesmos!

Com essas técnicas de negociação será possível você aumentar suas vendas, fechar bons negócios e ter excelentes parceiros de trabalho!

Quer saber como atrair potenciais clientes para o seu negócio? Clique aqui e inscreva-se no curso gratuito Conteúdo Estratégico. Aprenda como até duplicar as suas vendas em 12 meses, através de um método testado e aprovado por mais de 1.000 empreendedores e profissionais liberais.

banner conteúdo estratégico

COMO TRANSFORMAR CONTEÚDOS EM DINHEIRO NO SEU NEGÓCIO?

Redator OnLine

Redator OnLine

Dicas, técnicas e sacadas sobre marketing de conteúdo e inbound marketing.

Website: https://redatoronline.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *