8 Erros de email marketing comuns e como preveni-los

erros de email marketing

O Email marketing é uma ferramenta importante de inbound marketing e marketing de conteúdo. Com ele você é capaz de nutrir os seus leads, segmentar e transformá-los em clientes a médio e longo prazo. Mesmo depois de muitos avanços no marketing digital, o email ainda continua sendo um aliado poderoso em seus esforços de marketing.

Entretanto, é comum as empresas se queixarem dos seus resultados com as campanhas de email. A maioria dos pequenos empresários, principalmente, não consegue colocar esta estratégia em funcionamento. Os motivos podem ser explicados através de alguns erros de email marketing comuns, que talvez esteja cometendo sem perceber.

O email marketing não é uma fórmula mágica ou uma receita, por isso, teste e mensuração de resultados são determinantes. Mas alguns cuidados básicos podem determinar o sucesso ou fracasso de suas campanhas.

Logo, se os seus resultados em email marketing não são satisfatórios, leia a lista abaixo e descubra onde está errando.

1. As mensagens não têm um objetivo claro

O primeiro erro e mais importante de todos é a falta de objetivo. Alguns empreendedores ou profissionais de marketing insistem em estratégias sem planejamento, um grande erro!

Logicamente que abrir a mensagem é o objetivo mais óbvio e principal de todos. Contudo, após ler o seu email é necessário que o lead tome alguma ação. Lembre-se que o email marketing serve para nutrição dos seus prospectos para transformá-los em clientes mais tarde. Sendo assim, você precisa ter bem claro qual o próximo passo que o seu contato deve tomar.

Antes de pensar em disparar as suas mensagens de email, é preciso definir um objetivo claro para cada campanha. Responda as perguntas: O que o usuário deve fazer ao receber sua mensagem? Clicar em um CTA? Ir até a sua loja virtual? Ler um artigo no seu blog ou assistir um vídeo?

Essas perguntas ajudam a definir o objetivo da campanha e tornam mais fácil identificar se ela está sendo efetiva. Por isso, a primeira coisa a fazer é definir o objetivo da campanha de email marketing.

2. Sua linha de assunto não é boa

O assunto do email é a primeira coisa que o seu lead verá, logo precisa ser persuasivo e convincente o bastante. Um assunto ruim com certeza fará sua mensagem ser ignorada por sua lista de contatos.

Por outro lado, você também precisa ser sucinto em sua linha de assunto. A maioria dos serviços de email tem um espaço delimitado para esta informação. E eu tenho certeza que você não quer que o seu assunto infalível seja cortado ao meio, não é mesmo? Desta forma, crie assuntos diretos e objetivos, sem rodeios. Aproveite bem este espaço, mas não exagere.

Mas, e quando os assuntos são curtos demais? Esse também é um erro de email marketing grave. Uma linha de assunto pequena demais pode não ser suficiente para chamar a atenção do lead. O objetivo principal do assunto é gerar aberturas em seu email, se o assunto não convence não há aberturas.

Deste modo, você precisa criar um meio-termo para o assunto de sua mensagem. Ele não pode ser longo nem curto demais. Deve passar as informações necessárias para convencer o lead a abrir o seu email. Também deve estar diretamente ligado com o conteúdo da mensagem. Jamais crie títulos de email enganosos.

3. Remetente não personalizado

Em outro artigo aqui no blog, já falamos sobre a importância de criar conexões com o seu lead. As pessoas não gostam de conversar com empresas, mas sim com outras pessoas. Por isso, seu email marketing deve ser o mais pessoal possível.

Uma forma de fazer isso é personalizando o remetente da mensagem. Ao invés de usar o email automático para envio das mensagens, use uma caixa de entrada real. Esse endereço pode ser seu, de um gerente de sua empresa ou qualquer outro. O importante é que por trás daquela mensagem deve existir uma pessoal real.

Enquanto o email personalizado é um grande aliado para tornar suas mensagens mais pessoais, as assinaturas também podem ser úteis. Elas são capazes de gerar conexão com o lead e criar autoridade para o conteúdo. Imagine a seguinte situação: Você prefere receber uma mensagem sobre finanças de um gerente da área ou de uma empresa? Daria mais crédito para um gerente financeiro falando sobre o tema ou um marketeiro?

Eu não tenho medo em apostar que você escolheria o gerente das finanças. O mesmo acontece com os seus leads. Eles querem receber conteúdos de pessoas que realmente podem ajudá-los e que sejam humanos não robôs, ou departamentos. Assim, mantenha suas mensagens personalizadas e pessoais, tanto quanto for possível.

4. Suas mensagens são umbigo-cêntricas

Você já conheceu uma pessoa umbigo-cêntrica? Talvez você não esteja familiarizado com o termo, mas eu explico. Umbigo-cêntrico é aquele indivíduo que fala sobre si mesmo a todo o momento. Às vezes é aquele amigo que adora falar sobre suas conquistas, aventuras e habilidades. É uma mala sem alça, não é mesmo?

A grande maioria das pessoas procura fugir dos umbigo-cêntricos. O motivo para isso é que ninguém gosta muito de ouvir, mas adora falar. Quando você começa a vomitar coisas sobre si mesmo, a tendência é que as pessoas se afastem. E o mesmo acontece em suas mensagens de email e qualquer estratégia de marketing.

Sempre que suas mensagens frisarem apenas os diferenciais de sua marca, seus leads não vão querer ouvi-lo. Como diz Rafael Rez em seu livro Marketing de Conteúdo – A moeda do século XXI: “A maioria das pessoas não está nem aí para os seus produtos ou serviços. […] Querem ouvir coisas que lhes ajudem a resolver seus próprios problemas […]”. É isso que sua campanha de email deve considerar.

Portanto, o email marketing de sucesso deve estar focado em resolver os problemas de seus leads. Ajudá-los a tomar a decisão mais rapidamente e eliminar as dúvidas no meio do caminho. Só assim sua lista de contatos ficará ligada no que você tem a dizer.

5. A frequência dos disparos é ruim

Uma pergunta que ouço com frequência é: Quando devo enviar mensagens de email ou publicar no blog? A maioria das pessoas que começa a trabalhar com marketing de conteúdo, acredita que existe uma única resposta para isso. Porém, há uma infinidade de coisas para considerar antes de responder essa pergunta.

O assunto é tão complexo que gravei um vídeo sobre o tema e você pode assisti-lo clicando aqui. A questão, no entanto, é que o mesmo ocorre com o email marketing. Não existe um horário ou dia predefinidos para disparar suas campanhas. Contudo, nem todos os dias e horários são bons para enviar emails.

O que você deve fazer é conhecer os seus leads e descobrir as suas preferências. Quais os períodos que eles costumam estar online? Quando acessam os seus emails e com que frequência? Essas respostas você consegue através de entrevistas com sua audiência ou mesmo pelos testes. O importante é otimizar o tempo e a frequência de seus envios.

O intuito é enviar as mensagens certas, para as pessoas certas, no horário e dia certo. Ao fazer isso, suas chances de vender mais por email aumentam consideravelmente.

6. Não há conversa em sua mensagem

Como você viu no erro anterior, as pessoas não estão muito preocupadas com o que você tem a dizer. Logo, criar um monólogo chato em suas campanhas é um erro de email marketing imperdoável.

Ao receber os seus emails, os seus leads precisam entender que podem contatá-lo. Você precisa deixar claro que este veículo é de mão dupla e que se importa com o que eles dizem. A chave de qualquer relacionamento é o diálogo, e se você é casado sabe bem do que estou falando.

Uma coisa que eu mesmo subestimava é o poder do “reply”. O fato de você fazer uma pergunta ao seu lead e pedir que ele responda a mensagem tem muito potencial. Além de ganhar autoridade com os serviços de email, você cria uma relação incomparável com seus contatos. Não desperdice essa oportunidade!

Sempre que possível promova pesquisas e enquetes com sua lista de contatos. Use serviços como o Formulário do Google para registrar a resposta, por exemplo. Porém, se sua base de contatos não é tão grande, você também pode pedir que eles respondam a sua mensagem. Não subestime o poder do diálogo no email marketing.

7. Cuidado com as imagens

Sim, as imagens. Quem não gosta daqueles GIFs animados? Que ferramenta é melhor para complementar um pensamento ou substituir palavras do que as imagens? Sem dúvida, as imagens são poderosas no marketing e no email não poderia ser diferente.

No entanto, existem alguns cuidados importantes que você deve tomar ao usar imagens nas campanhas. Entre os erros de email marketing mais comuns com imagens estão: não usar ou exagerar nas imagens. Você deve tomar muito cuidado para não cruzar nenhum desses extremos.

Ao usar imagens demais, sua mensagem pode ficar muito pesada. Além de não carregar, afinal a internet no Brasil não é rápida, ainda corre o risco de confundir o lead. Já ao deixar de usar imagens, você abandona uma ferramenta poderosíssima para conversão. As imagens são muito úteis para criar CTAs em seu email e você não pode esquecer deles, não é mesmo?

Então como usar imagens no email marketing sem exagerar? Use no máximo uma imagem por mensagem e garanta que ela realmente é indispensável. Dê preferência por colocar as imagens como CTAs. Jamais envie um email ou newslletter apenas em imagem, equilibre texto e imagens em suas mensagens. Por fim, não deixe de testar, veja o que seus leads preferem afinal.

8. Não monitorar os resultados

Por fim, mas não menos importante, está a mensuração de resultados. Você simplesmente não será capaz de descobrir o que funciona sem monitorar os resultados. As ferramentas de email marketing estão aí para nos ajudar a fazer isso rapidamente.

É muito importante que você separe algumas horas de seu dia para verificar os seus resultados. Acompanhe a taxa de abertura, clique e, principalmente, os objetivos específicos de cada campanha. Ao fazer isso você é capaz de definir estratégias vencedoras e encurtar o processo de aprendizagem.

Depois de medir os resultados e descobrir o que funciona de verdade, fica mais fácil tomar medidas vencedoras. Quando chegar na hora da venda, por exemplo, você pode escolher o formato de email que mais geraram aberturas. Adicionar a copy (mensagem) que mais funcionou para sua lista e assim por diante. Percebe como as coisas ficam mais fáceis com o passar do tempo?

Sendo assim, tudo o que você precisa fazer é acompanhar e registrar os seus números em uma planilha, por exemplo. Depois de algum tempo, é bem provável que você tenha uma coleção interessante das coisas que funcionam em seu negócio. Não desperdice o conhecimento de sua estratégia de email marketing.

Conclusão

O email marketing é relativamente simples. Ao gerar conteúdo de qualidade e conhecer a sua persona intimamente, não é muito difícil acertar nas campanhas. Contudo, a ausência desses erros em sua estratégia é que o fará um vencedor no marketing digital.

Para garantir que você está tomando as decisões certas, mantenha essa lista de erros perto de você. Consulte-a com frequência e veja se não voltou a cometer um desses deslizes com o passar do tempo. Lembre-se que a maioria dessas falhas costuma assassinar os seus resultados em email marketing, e você não quer isso.

Na correria do dia a dia pode ser difícil manter todos esses itens sobre controle. Mas, se você se esforçar em cumprir esses pré-requisitos, sem dúvida terá melhores resultados. Para finalizar, não se esqueça de aplicar testes constantes em sua estratégia. A maior vantagem de estratégias digitais é que tudo pode ser mensurado e testado.

Logo, crie diferentes linhas de assunto, mensagens, formatos de email e veja com qual deles sua audiência se identifica. Também registre todos os seus resultados. Essas são as melhores escolhas para evitar erros e descobrir o que funciona melhor para você.

Agora me diga: Você cometia alguns desses erros de email marketing? Deixe sua resposta abaixo e comente como pretende contornar essa situação.

Junte-se a mais de 390 alunos e descubra como atrair mais clientes com o marketing de conteúdo!

César Ribeiro

César Ribeiro é o CEO do RedatorOnLine.net e consultor de marketing para pequenas empresas e profissionais liberais. Atua com marketing digital e marketing de conteúdo há mais 8 anos. Autor, empreendedor e apaixonado pela internet.

Website: https://redatoronline.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *