SEO

Como trabalhar o SEO corretamente em seu blog?

Redator OnLine
Escrito por Redator OnLine em 30 de agosto de 2020
3 min de leitura
Como trabalhar o SEO corretamente em seu blog?
Junte-se a mais de 8.500 pessoas

Entre para minha Lista VIP e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

O SEO para blog, ou SEO on page, é uma importante estratégia para aumentar o tráfego orgânico do seu site por meio de técnicas que visam aprimorar a performance da sua página perante as ferramentas de buscas, como o Google.

A partir da otimização dos itens que compõem o seu blog, tais como: título, imagens, textos e outros recursos que veremos de forma mais detalhada na sequência, você é capaz de aumentar seu alcance nas páginas de pesquisa.

Esta tem se tornando uma estratégia interessante, pois tanto os usuários quanto os buscadores estão cada dia mais exigentes e o SEO que era empregado antigamente, aquele que se detinha apenas a repetir a palavra-chave diversas vezes ao longo do texto, não atende mais às expectativas.

Sendo assim, os profissionais que atuam na criação de conteúdo devem estar atentos a experiência do usuário dentro da página, pois os buscadores passaram a considerar itens como o tempo de permanência no blog, presença de links externos, número de compartilhamentos nas mídias sociais e demais fatores para melhor rankear a sua página.

Pensando nisso, elaborei este post contendo um conjunto de dicas sobre como trabalhar o SEO de forma adequada em seu blog e proporcionar uma melhor experiência para o usuário. Boa leitura!

Produzir conteúdo de qualidade

banner checklist seo

Como mencionado acima, atualmente não basta apenas repetir a palavra-chave de forma estratégica ao longo do texto para melhor posicionar o seu blog no Google, pois ele passou a considerar o tempo de permanência do usuário na página e, portanto, esse é mais um ponto importante para empregar na estratégia de SEO do seu blog.

Portanto, se o conteúdo do site não for de qualidade, ou seja, bem escrito, com base em fontes confiáveis e que gere valor para quem lê, certamente o leitor não permanecerá por muito tempo na página.

Sendo assim, busque oferecer um conteúdo de qualidade, o qual irá transmitir confiança para o usuário e, consequentemente, fidelizá-lo à marca.

Título dos textos

De nada adianta produzir um conteúdo de ótima qualidade se o título do seu texto não for atrativo para o público-alvo. Isso porque este item é uma das primeiras coisas que o leitor detecta sobre o seu conteúdo e pode ser o que irá definir se ele irá clicar no link e permanecer na página lendo o conteúdo ou não.

Além disso, como o Google é responsável por indicar o seu blog para o usuário, é de suma importância que o título respeite alguns requisitos. No entanto, vale destacar, que o título para blog (headline) e o título direcionado para os mecanismos de buscas não precisam ser os mesmos.

Desse modo, é interessante contar com um título planejado para otimizar o seu blog e outro para cativar o leitor. Esse último pode ser mais extenso, desde que possua um apelo emocional para atrair o público.

Já o título destinado para o Google deve respeitar um tamanho máximo, que não pode passar 65 caracteres, pois o buscador, apesar de não deixar de indexar o título, automaticamente irá cortá-lo.

Além disso, é importante que o título destinado para a otimização de buscas informe de modo objetivo o conteúdo do texto, possua a palavra-chave, não contenha muitas vírgulas e seja original.

Escaneabilidade

A escaneabilidade se refere a estrutura do texto, que deve ser fluida para proporcionar ao usuário uma boa experiência durante a leitura. Atualmente, as pessoas estão cada vez mais ocupadas e necessitam de informação de fácil acesso.

Por isso, é importante proporcionar ao usuário uma leitura dinâmica. Sendo assim, busque trazer assuntos aprofundados, mas de forma didática, simples e sem o uso recorrente de termos técnicos. Caso isso ocorra, busque sempre explicar a definição da palavra de forma instrutiva.

Além disso, a construção de parágrafos muito extensos pode cansar a vista do leitor. Portanto, invista em parágrafos curtos, de até quatro linhas, e divida as temáticas abordadas no texto em tópicos e subtópicos, de modo que o leitor saiba exatamente onde encontrar as informações de forma ágil.

Considerando esse aspecto na sua estratégia de SEO para blog, com certeza o usuário irá permanecer por mais tempo na sua página e desfrutar de um conteúdo de qualidade e que proporcione uma leitura agradável a qualquer hora do dia.

Palavras-chave

Como destacado anteriormente, o uso da palavra-chave não é mais um item basilar para ranquear o seu site nos mecanismos de busca. No entanto, isso não significa que ele foi descartado.

Antigamente, os algoritmos do Google não eram tão sofisticados como os de hoje e os produtores de conteúdo, por vezes, obtinham através das ferramentas de SEO uma palavra-chave que quando aplicada ao texto não se encaixava de forma satisfatória, o que comprometia a qualidade do material.

Atualmente, os mecanismos de busca estão mais inteligentes e os criadores de conteúdo podem adaptar a palavra-chave sem correr o risco de o Google não reconhecê-la. Portanto, não deixe de adicioná-las em seu conteúdo de forma estratégica ao longo do texto e em subtítulos.

Um levantamento da Moz verificou que a palavra-chave principal deve constar nas primeiras 100 ou 150 palavras do texto. Além disso, é importante mencioná-la no último parágrafo, mas destacando que como o uso da palavra-chave não é mais o único ponto considerado pelo Google para melhor rankear a sua página, use-a sempre que for pertinente, de modo a não parecer forçado o uso do termo.

 

Meta descrição

Outra dica interessante de SEO para blog é usar a meta descrição. Isso porque quanto maior o CTR (Click-Through Rate), que consiste no percentual de cliques que um conteúdo recebe comparada às impressões nos resultados de pesquisa, melhor colocado o blog estará no ranking do Google.

Isso acontece, pois quando um post recebe muitos cliques, os algoritmos dos mecanismos de busca compreendem que aquele conteúdo é relevante para os usuários e, consequentemente, eleva a posição da página.

Sendo assim, a meta descrição é um fator que impacta no número de cliques, pois consiste naquele pequeno texto utilizado pelos mecanismos de busca para caracterizar o conteúdo de um post antes de clicarmos para abri-lo e visualizar o conteúdo integral.

Vale destacar que em si a meta descrição não é um fator de ranqueamento considerado pelo Google, no entanto por meio dele o público consegue identificar de forma ágil se aquele post atende aos seus interesses de busca ou não, o que pode influenciar o usuário a visitar a sua página.

Portanto, elabore uma boa meta descrição com 160 caracteres no máximo, para que o Google não corte o texto. Além disso, não esqueça de adicionar a palavra-chave.

banner checklist seo

Otimização das imagens

Assim como o título é uma das primeiras coisas que despertam o interesse do leitor, as imagens também são. Além disso, assim como a estruturação do texto em parágrafos pequenos e a divisão do conteúdo em subtítulos ajudam na elaboração de um post que não seja maçante para o leitor, a utilização de conteúdo visuais, tais como fotos, infográficos e até mesmo vídeos, também contribuem para uma leitura mais dinâmica e agradável e, portanto, é uma dica indispensável de SEO para blog.

Apesar de os elementos visuais serem importantes, o Google ainda não possui mecanismos capazes de identificar de forma satisfatória sobre o que é aquela imagem. Portanto, é necessário adicionar uma alt tag — que é um termo alternativo, o qual será apresentado se a página não carregar adequadamente — para auxiliar o buscador a compreender melhor o conteúdo da sua página.

Além disso, os usuários podem chegar até a sua página através da procura por imagens no Google Imagens, pois o buscador irá identificar que o conteúdo visual da sua página corresponde aos interesses de buscas do usuário. Sendo assim, leve em consideração as seguintes recomendações:

  • Não use textos longos na alt tag;
  • Adicione a palavra-chave na alt tag;
  • Não faça keyword stuffing (uso massivo de palavras-chave);
  • Coloque legendas perto do conteúdo visual;
  • Salve a imagem no tamanho adequado, de modo a não sobrecarregar a página;
  • Hospede as imagens no mesmo domínio do seu site.

Links internos e externos

Como mencionado anteriormente, para que um conteúdo seja identificado pelo usuário como confiável e de qualidade, é importante que ele esteja embasado em referências autênticas. Desse modo, sempre que você mencionar dados de uma pesquisa para argumentar e comprovar aquilo que está afirmando, é importante adicionar os links externos, que são aqueles que direcionam o leitor para a página que contém a informação na origem.

Além de qualificar o conteúdo, essa estratégia também garante que os mecanismos de buscas melhor posicionem o seu post para os usuários.

Quanto aos links internos, se você possui temas transversais no seu blog sobre o conteúdo que está produzindo, os adicione, pois o leitor que está interessado na temática irá abrir a nova página e permanecerá mais tempo em seu blog, o que também é avaliado pelo Google.

Backlinks e guest posts

A autoridade é um importante fator considerado pelo Google e ela é medida através de backlinks, que são os links externos de outros sites que direcionam o público deles para a sua página. Portanto, uma forma de garantir esses backlinks é realizando guest posts para outros blogs, que nada mais é do que escrever um conteúdo na modalidade de convidado para outro site.

Certificado de segurança (SSL)

Outra dica de SEO para blog é possuir o SSL, pois o algoritmo de busca do Google passou a considerar esse item desde 2014. Esse certificado é o que garante que os dados pessoais obtidos pelos sites sobre os seus visitantes permaneçam em segurança contra possíveis golpes.

Além disso, vale destacar que essa segurança tende a crescer ainda mais com a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em 2018, que dispõe sobre o tratamento de dados pessoais com o objetivo de garantir proteção aos direitos fundamentais de privacidade e liberdade.

Velocidade de carregamento da página

Se a permanência do usuário no blog é um fator de relevância para os mecanismos de busca do Google, logo possuir uma página que carregue rapidamente irá proporcionar uma melhor experiência para o visitante e, consequentemente, um melhor ranqueamento.

Além disso, o próprio algoritmo do Google identifica a velocidade de carregamento das páginas e privilegia aquelas que são mais rápidas.

Responsividade e usabilidade

De acordo com o levantamento do Wolfgang Digital’s KPI Report 2019, 53% do tráfego na internet é proveniente de dispositivos móveis, seguido por desktop (37%) e tablet (10%). Desse modo, a responsividade e usabilidade é um importante aspecto para ser considerado em sua estratégia de SEO para blog, pois irá garantir uma experiência mais agradável para a maioria dos usuários que utilizam aparelhos móveis.

Além do mais, o Google também consegue avaliar esse fator e coloca em destaque as páginas que possuem compatibilidade com os dispositivos móveis.

SLUGs e URLs personalizadas

Mais uma dica importante de SEO para blog é possuir SLUGs e URLs personalizadas, pois isso auxilia tantos os mecanismos de busca a reconhecerem o seu conteúdo e melhor ranqueá-lo, como também contribui para que o público-alvo identifique de forma ágil se o post responde aos interesses de pesquisa.

Portanto, ao criar conteúdo para blog, considere os seguintes itens:

  • Reelabore e personalize o link criado automaticamente;
  • Use, no máximo, 5 palavras na URL;
  • Adicione a palavra-chave no SLUG;
  • Separe as palavras-chave por hífen;
  • Não utilize letras maiúsculas e nem acentos na URL.

Ferramentas de SEO

Por fim, é indispensável contar com o auxílio de ferramentas específicas para aperfeiçoar a sua estratégia de SEO para blog. De modo geral, elas possibilitam que você possa acompanhar o tráfego da página para avaliar o desempenho dela nos mecanismos de busca, identificar falhas com o intuito de agir de forma ágil e mitigá-las e, em determinados casos, a ferramenta até mesmo sugere alternativas para corrigir os problemas constatados.

Dentre as ferramentas de SEO mais indicadas, estão: Ubersuggest, Google Search Console e Google Analytics.

A Ubersuggest é uma ferramenta que possibilita a pesquisa de palavras-chave e acompanhamento de SEO e pode ser utilizada tanto gratuitamente quanto de forma paga.

Já o Google Search Console é uma ferramenta disponibilizada pelo próprio Google e que possibilita o acompanhamento do tráfego do site com o intuito de auxiliar o usuário no monitoramento da página e, além disso, apresenta alternativas de como corrigir os problemas detectados que estão interferindo na estratégia.

O Google Analytics é mais uma ferramenta ofertada pelo Google e uma das mais utilizadas na atualidade, pois é um recurso mais completo que os demais existentes no mercado, permitindo o monitoramento e oferecendo dicas de como aprimorar a estratégia de SEO.

Portanto, para garantir que a sua página se destaque entre os mecanismos de buscas do Google, é importante contar com uma ferramenta que permita o monitoramento da sua estratégia, bem como possa indicar as falhas e sugerir alternativas.

Como você pode perceber ao longo deste post, há diversos detalhes que impactam diretamente na estratégia de SEO para blog. Se você ficou interessado pelo assunto e quer aprender mais, baixe o nosso Checklist Exclusivo de SEO para não esquecer de nenhum desses pontos.

Até a próxima!

banner checklist seo

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *