Parcerias entre empresas: Como fazer alianças estratégicas e crescer?

As parcerias entre empresas e alianças estratégicas, são ótimas oportunidades para fazer sua empresa crescer sem muito investimento.

parcerias entre empresas e alianças estratégicas

O pequeno empresário sofre desafios desde o momento da abertura e todos os dias que mantém o seu negócio aberto. A escassez de recursos, humanos e financeiros, é uma das razões mais comuns para o fechamento de empresas.

Como pequena empresa, você não pode se dar o luxo de investir milhares de reais em equipamentos ou pessoal. Da mesma forma, deve garantir que a falta ou inexistência destes recursos não o impeçam de atrair e atender novos clientes.

Assim surgem as parcerias como solução para este problema. Encontrar e criar alianças estratégicas para o seu negócio pode ser o combustível que faltava para o crescimento. Contudo, é preciso muita atenção na hora de selecionar os seus parceiros.

Em uma parceria entre empresas você pode compartilhar de equipamentos, aproveitar o espaço físico do parceiro, permutar serviços e suprir uma deficiência de seu negócio ou de seu parceiro. Porém, é comum muitas alianças chegarem ao fim com sabor amargo por falta de planejamento.

Antes de fixar o contrato é preciso responder algumas perguntas, como por exemplo: Como fazer está relação dar certo? Onde encontrar empresas parceiras? Como identificar uma parceria vantajosa para ambos os lados?

É exatamente sobre isso que vou falar hoje. Então, se você tem dúvidas de como fazer a sua empresa crescer através das parcerias estratégicas, continue a leitura.

Como fazer a empresa crescer com alianças estratégicas?

Estou lendo o livro “Incansáveis” de Maurício Benvenutti, que retrata a atmosfera em volta das startups. Uma das coisas que mais me chamou a atenção foi o fato de grandes corporações financiarem novas ideias de negócio. Com isso, a startup conta com recursos financeiros e tecnológicos para desenvolver seus produtos e serviços. Já a grande corporação tem uma nova solução para colocar no mercado, ou então algo para resolver um problema interno.

Em minha opinião, o fato dos grandes auxiliarem os pequenos é exatamente o que diferencia um negócio de sucesso do fracassado. Na maioria das vezes, nós pequenos empresários, agimos como se estivéssemos em um mundo predatório. Neste contexto, nos comportamos como os seres mais baixos da cadeia alimentar no empreendedorismo.

Evidentemente que neste cenário capitalista existem competições, mas elas nem sempre são ruins para o negócio. Deste princípio partem as alianças estratégicas, unir negócios que de alguma forma estejam interligados: produto, serviço ou público-alvo. Posteriormente, cada indivíduo deve contribuir com o melhor para manter a relação em funcionamento e ativar o crescimento dos envolvidos.

Quando se firma parcerias entre empresas sua força no mercado aumenta e seu poder de atendimento cresce. Além disso, o seu portfólio também passa por acréscimos, o que se traduz em um aumento considerável no faturamento. Deste modo, é possível acelerar o crescimento de sua empresa de forma sustentável.

Como fazer parcerias entre empresas?

Com dito anteriormente, o primeiro passo é encontrar empresas com afinidade com seu negócio. Além de considerar o produto ou serviço do potencial parceiro, você deve pesquisar a filosofia dele também. Veja se a linha de pensamento de ambas as empresas são condizentes. Afinal, não há como negociar com parceiros que acreditam em coisas diferentes, não é mesmo?

Crie uma linha filosófica em seu negócio, listando os pontos que você acredita e ideias que defende. Em seguida, crie uma lista com as empresas ou pessoas que correspondem com a sua linha de pensamento. Os negócios que passarem por este filtro são excelentes oportunidades para você cogitar uma aliança estratégica.

Na sequência, crie um acordo de serviço. Delimite quais são as responsabilidades e exigências de cada parceiro, e veja como sua empresa pode lidar com isso. Tome muito cuidado para não se comprometer demais, esse é um erro muito comum. Algumas empresas prometem tanto que não conseguem cumprir. Isso pode levar suas parcerias entre empresas por água abaixo.

Ainda no acordo de serviço, garanta uma equidade entre o dar e receber. Para uma parceria estratégica de sucesso é preciso que ambos os lados saiam ganhando. Sendo assim, tenha certeza em fechar um acordo justo às partes e procure dar o seu máximo. Parcerias bem-sucedidas costumam abrir portas para novas alianças.

Onde encontrar parceiros?

Em seu livro, Maurício Benvenutti diz “Você não é uma ilha e precisará de muita gente para erguer os seus sonhos”. Essa frase ilustra muito bem a importâncias de alianças estratégicas para qualquer negócio. Indo mais além, podemos abordar este pensamento de outro ângulo e usar a tecnologia para explicar isso.

Hoje vivemos em mundo extremamente conectado. A prova disso é que você está lendo este artigo de qualquer lugar do Mundo, e talvez nem me conheça. A internet possibilitou essas e outras conexões, ainda mais importantes no mundo dos negócios. Com essa tecnologia você pode participar de reuniões com executivos sem precisar sair de sua casa ou empresa. Neste cenário há uma grande oportunidade para encontrar parceiros.

Investir em conteúdo, trabalhar o branding e se posicionar como autoridade são algumas formas de atrair parcerias para sua empresa. O networking também é uma excelente forma para encontrar alianças estratégicas. Ao participar de grupos de discussão, área de membros exclusivas e MasterMinds, por exemplo, você pode conhecer excelentes parceiros.

Também não podemos nos esquecer do tradicional olho no olho. Eventos de importância de seu mercado são as melhores escolhas para buscar parcerias entre empresas. Além do tradicional cafezinho e bate papo, nessas ocasiões podem surgir grandes ideias de negócio. Lembre-se, você não é uma ilha e fazer negócio sozinho é muito mais difícil, por isso, apareça para crescer.

Como identificar uma parceria ganha-ganha?

Agora que você encontrou parceiros e está prestes a iniciar a sua aliança estratégica, precisa saber identificar uma relação ganha-ganha. Esse é um ponto-chave, mas o seu resultado está diretamente ligado com o que você faz antes de fechar a parceria.

Antes de abraçar a ideia de parceria entre empresas, você precisa ter bem claro em sua mente os seus objetivos. O que você deseja alcançar com essas parcerias? Qual a deficiência de seu produto ou serviço que o parceiro pode cobrir? Como você pode integrar as soluções do parceiro em seu portfólio? De que forma serão mensurados os resultados da parceria?

Essas são perguntas fundamentais para responder antes de se quer pensar em uma aliança estratégica. Você só será capaz de identificar uma boa oportunidade, se de fato compreende o que está buscando. É como diz Lewis Carroll: “Se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”.

Tenha clareza sobre os seus objetivos e incite o parceiro a fazer o mesmo. Apresente as suas ideias e aspirações antes de firmar a parceria. Aproveite também a reunião prévia para ouvir ideias do potencial parceiro e descobrir juntos, como podem alcançar os resultados esperados.

Como implantar uma parceria estratégica?

Depois que todos os pormenores foram resolvidos, chegou a hora de colocar a parceria entre empresas em prática. Neste ponto, você e seu parceiro devem definir os passos para começarem a trabalhar juntos.

A primeira coisa que eu recomendo e pessoalmente faço nas parcerias é o teste. Se possível, torne-se cliente de seu parceiro e experimente a sua solução. Veja como funciona o produto ou serviço, os bastidores do negócio e procure conhecer o atendimento dele. A última coisa que você quer é promover um produto ou um atendimento ruim, não é mesmo?

Na sequência, defina um ciclo de validação. Esse período pode variar de acordo com os objetivos das empresas envolvidas. Contudo, é uma etapa importante para avaliar a viabilidade da parceria e fazer os ajustes necessários. Neste momento você ainda não vai mergulhar de cabeça e nem sair promovendo seu parceiro para todo mundo. Porém, aqui você já pode cumprir com sua parte, assim mostra o quanto tem interesse em continuar o relacionamento.

Após encontrar as partes que precisam de ajustes e fazer os reparos, você pode criar um segundo ciclo de validação. Tenha em mente que as validações não possuem limite e tudo depende do quão confortável está em formar a parceria. Só feche o acordo quando todos os pontos foram acertados e, especialmente, quando a aliança estiver funcionando perfeitamente.

banner planilha kpi

Cuidado com a dependência!

As alianças estratégicas servem para complementar o seu negócio. Como vimos até agora são excelentes formas de oferecer novas soluções para seus clientes. Sendo assim, o seu foco ainda deve permanecer no carro-chefe de sua empresa.

O fato para isso é simples. Ao transformar a solução do parceiro como produto principal em sua empresa, você aumenta o seu grau de dependência. Em outras palavras, a saúde financeira do seu negócio fica literalmente nas mãos da outra parte. Deste modo, qualquer alteração ou problema com a parceria pode significar grandes perdas para você.

Para evitar isso não transforme a parceria em única fonte de renda no seu negócio. Além disso, no acordo de serviço acrescente alguma cláusula específica sobre o término da relação. Qual a responsabilidade de cada um ao término do contrato? Há um período mínimo para que as partes expressem o desejo de findar a parceria?

Questões legais como essa evitam, por exemplo, que você tenha captado clientes para o parceiro e não possa atendê-los. Vamos dizer que sua empresa trabalha com planejamento de festas e eventos. Você então fechou uma parceria com uma empresa de decoração, mas por algum motivo essa aliança foi desfeita. É preciso deixar claro como serão tratados os clientes que foram captados até o término do contrato.

Não pule etapas!

Outro fator determinante para o sucesso ou fracasso das parcerias entre empresas está ligado às etapas deste processo. Neste artigo, eu fiz questão de apresentar os eventos de forma sequencial e cronológica e não é à toa. O objetivo é que você siga a risca este passo a passo para garantir o sucesso de suas parcerias.

Pular etapas ou apressar os ciclos de validação são escolhas que podem custar muito caro para você no futuro. Não tenha pressa neste momento e leve o tempo necessário para validar a parceria. É melhor levar alguns meses a mais no processo de implantação da aliança, do que levar outros na correção de problemas.

Crie um cronograma juntamente com a empresa parceira. Antecipe como devem acontecer os eventos e acompanhe cada etapa de perto. Se o proprietário da empresa não pode dedicar tempo para buscar e aplicar parcerias, coloque alguém de confiança neste posto. De preferência, deve ser uma pessoa totalmente alinhada com a filosofia da empresa e com vasta experiência.

Vale destacar também que a criação de parcerias entre empresas também serve como aprendizado. Suas primeiras alianças podem não ser tão boas quanto você esperava. Mas com o passar do tempo você consegue acumular conhecimento do que dá certo para sua empresa. Apenas não tenha medo de tentar e não se esconda do mundo.

Mantenha o foco no cliente!

O maior objetivo das parcerias é oferecer mais qualidade e variedade para os seus clientes. Ao unir uma empresa à outra, você pode atender demandas de seus clientes que antes não podiam ser resolvidas.

No entanto, o feedback dos clientes deve ser levado muito a sério no processo de implantação de parcerias. Procure manter seus consumidores informados sobre as novas parcerias e crie um canal para receber opiniões. Descobrir o que seu público pensa sobre os seus parceiros é uma ótima oportunidade para deixá-los ainda mais satisfeitos.

Da mesma forma, assim você consegue evitar contrastes de interesses. Algumas vezes, o que parece ser um bom parceiro para você, pode não agradar os seus clientes e assim fazê-lo perder vendas ao invés de ganhar. Fique atento!

banner definindo sua persona

Conclusão

Como você viu as parcerias podem ser muito úteis em seu negócio, especialmente quando se está começando. Logo, não tenha medo de buscar por empresas e pessoas que somam pontos para sua empresa. Lembre-se também que as parcerias podem ser consideradas diferenciais no mercado competitivo.

Siga todo este passo a passo e tenha cuidado na implantação de alianças estratégicas em sua empresa. As parcerias entre empresas foram facilitadas com a internet, mas o sucesso delas ainda depende e muito do planejamento.

E você, tem investido em alianças estratégicas? Já firmou parcerias entre empresas? Deixe o seu comentário abaixo!

Junte-se a mais de 413 alunos e descubra como atrair mais clientes com o marketing de conteúdo!

RedatorOnline.net

RedatorOnline.net

Dicas, técnicas e sacadas sobre marketing de conteúdo e inbound marketing.

Website: https://redatoronline.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *