O que é link building e como ganhar pontos com o Google desta forma?

A internet é uma rede sociável, especialmente para os mecanismos de pesquisa.

o-que-e-link-building

Isso quer dizer que a forma como você se relaciona com os outros sites conta para melhorar o seu ranqueamento nas páginas no Google, ou para derrubá-lo de algumas posições em algumas vezes. Um desses fatores é o Link Building, tão famoso, mas cheio de mitos e interpretações equivocadas.

Afinal, a maioria das pessoas não consegue afirmar ao certo o que é link building e qual a sua importância no SEO e, outras ainda cometem o erro de defini-lo equivocadamente ou subestimar o seu poder na internet.

No entanto, o link building ainda continua sendo um fator importante para ranquear um site da melhor forma possível nas páginas dos buscadores. Se você ainda não sabe o que é isso, ou não está aplicando esta estratégia em seu negócio, continue lendo este artigo e tire todas as suas dúvidas.

O que é link bulding?

Uma tradução livre retorna algo como “edifício da ligação”, embora um pouco confuso, este termo nos ajuda a entender a espinha dorsal do link building.

A ideia original por trás desta estratégia de SEO era criar uma ligação entre os sites com maior autoridade, uma espécie de “clube do bolinha” dos domínios de maior destaque no segmento e assim identificar a relevância destes sites e fornecer a eles um bom posicionamento nos resultados orgânicos.

Também pode ser interpretado como o marketing boca a boca da internet. Quanto mais sites linkando para você, melhor. E mais o Google entende que seu conteúdo tem qualidade e lhe fornece alguns bônus em suas páginas.

Por algum tempo o Google considerava este fator fortemente para indexar um site em posições confortáveis em suas páginas. Mas práticas maliciosas fizeram a gigante das pesquisas mudar o seu algoritmo em 2012 (Penguin), reduzindo o impacto dos links externos no seu posicionamento. Contudo, ainda assim o link building é uma estratégia eficaz quando falamos em SEO.

Em linhas gerais, podemos compreender link building como o esforço incansável de obter links externos para o seu site, ou adicionar links de seu próprio site em seus artigos ou páginas, por exemplo.

O esforço externo, ou seja, a busca por links de outros domínios é um trabalho árduo e metódico. Pois, além de convencer os seus futuros parceiros a linkarem para o seu site ou blog, você ainda precisa garantir a qualidade destes links.

Mas como o link building pode ser usado em sua estratégia de SEO? É exatamente o que vamos ver a seguir.

Como o link building pode ser usado no SEO?

No artigo Como fazer otimização de sites, já falei como a autoridade da página e domínio são importantes na hora de determinar o posicionamento de seu site. O link building é um grande aliado para compartilhar um pouco dessa autoridade, tanto entre as páginas de seu site como em domínios diferentes.

Mas como colocar esta estratégia em funcionamento?

A primeira coisa que você deve fazer é dividir o link building em duas partes: links internos e externos. Agora, vamos falar sobre cada um deles mais abaixo.

Links internos

Os links internos são aqueles que você adiciona em seu site ou artigo para blog e direciona o usuário para outras partes dentro do seu próprio domínio. Como eu fiz no início deste tópico, está lembrado?

Esses links internos são usados por dois motivos principais: aprofundar o conteúdo que está sendo abordado na página de origem e ganhar pontos com o Google, logicamente.

O primeiro motivo é fácil de entender. Você cria links dentro da página de origem, aquela que irá direcionar para a outra, de informações, artigos ou páginas em seu site que complementam esse assunto. Esta técnica ajuda o leitor a aprofundar mais sobre aquele tema, conhecer alguma informação nova e, ao mesmo tempo, navegar por mais tempo em seu site.

Quando falamos em SEO, no entanto, os links internos são úteis para compartilhar autoridade e tráfego entre as páginas de seu site. Por exemplo, digamos que a página A de seu site está bem posicionada no Google e recebe um bom tráfego todos os dias. Você pode criar um link building interno à página B. Fazendo isso, o Google compreende que essas duas páginas estão relacionadas e, da mesma forma, parte dos visitantes da página A podem ir à página B e assim aumentar a relevância dela para os mecanismos de pesquisa.

Links externos

Já este segundo modelo diz respeito aos links obtidos de outros sites, ou seja, páginas fora de seu domínio. Você também é capaz de fazer link building externo quando aponta para outros sites.

Os links externos também são criados com os mesmos objetivos dos internos. O que vai diferenciar esses dois é a maneira de conquistá-los. Enquanto nos links internos você tem total controle, já que fará os apontamentos como desejar, nos links externos eles podem ser espontâneos ou combinados.

Como assim?

Alguns sites podem linkar para suas páginas ou artigos de forma espontânea, sem que você precise contatá-los ou fazer nada em troca. Isso acontece geralmente quando as pessoas utilizam o seu conteúdo como referência e dão créditos a fonte. Eu aposto que você já viu esta prática muitas vezes na internet e ocorre com mais frequência quando falamos em pesquisas, estudos, estatísticas, etc.

No entanto, em outros casos você fará uma troca de links ou postagens de seu blog com outro domínio. Primeiro você vai encontrar um parceiro em potencial, que chamaremos de site B neste artigo. Depois precisa sugerir o formato de parceria que você deseja.

Por exemplo, você tem um blog sobre marketing e precisa de links qualificados para ele. Você pode criar um guest post em um blog do mesmo segmento e adicionar o link de seu site neste texto na sua biografia de autor, ou então linkar algum trecho com um conteúdo em seu blog que complementa essa informação. Em contra partida, o dono do site B fará a mesma coisa em seu blog.

Contudo, ainda existe uma segunda forma de conseguir links externos, essa mais fácil e rápida do que fazer guest post. Trata-se da troca de links ou backlinks. Neste formato de parceria você cria um link para o site B em um conteúdo já existente em seu site, enquanto ele também aponta de volta para você da mesma maneira.

Entretanto, esta última forma deve ter cuidado redobrado. Você precisa buscar por links de qualidade para seu site e garantir, tanto que seus links como o do parceiro, sejam inseridos de forma natural nos conteúdos de origem. Se não fizer isso, o algoritmo do Google pode encarar essa prática como Black hat, uma espécie de SPAM de links e penalizá-los.

Texto âncora

Não podemos deixar de mencionar esse ponto quando se fala em link building. O texto âncora é a palavra ou frase que você vai utilizar no conteúdo de origem para criar o link.

Esse pequeno texto ajuda o Google a entender o que o link de destino irá dizer e assim julgar previamente se ele está relacionado com a página de origem ou não. Por esse motivo, você deve se preocupar também com o texto âncora dos links internos e externos que você cria em seu blog.

Uma prática muito comum é utilizar da palavra-chave que você deseja ranquear o seu conteúdo como texto âncora do link. Por exemplo, você tem o artigo A com a palavra-chave “marketing nas redes sociais”, ou seja, você otimizou o seu artigo complemente para essa palavra-chave principal.

No texto B ao citar a palavra-chave exata “marketing nas redes sociais”, você pode transformá-la em um link interno para o artigo A. Há rumores que essa prática ajuda a ganhar mais pontos com o Google, mas ainda não foi totalmente comprovada. Porém, não custa tentar, não é mesmo?

Outra alternativa é criar variações de sua palavra-chave principal nos textos de origem e transformá-las em texto âncora de seus links internos ou externos. Por exemplo, eu poderia usar o termo “redes sociais como ferramenta de marketing” no texto de origem (A) para linkar ao artigo B, que mencionei anteriormente.

Aliás, essa última prática é considerada de maior sucesso, já que o Google prioriza as menções e links criados de forma espontânea, natural e com contexto. Ou seja, buscar por link bulding em sites que não falam a mesma coisa que você, artigos que não estão ligados com o texto de destino, ou mencionar a palavra-chave de forma forçada no texto apenas para transformá-la em âncora de um link, não trará resultados para você.

Técnicas para conseguir link bulding externo

Para finalizar vamos recapitular alguns métodos de link bulding que citamos neste artigo e explorar outras formas de você conseguir links externos de qualidade para o seu site. Está preparado?

1. Guest post

Esta técnica já exploramos bastante neste artigo, então não vamos nos prender mais a ela. Basicamente consiste na troca de conteúdos entre dois blogs de um mesmo segmento, ou que possuem temas relacionados. Se você fala sobre emagrecimento, por exemplo, pode buscar por parceiros na área de saúde, bem estar, autoestima e entre outros.

2. Links de clientes

Nada melhor do que seus clientes indicarem você, não é mesmo? Todavia, este link externo deve ser conquistado de forma espontânea. Nada de oferecer descontos ou recompensas apenas para recebê-los, combinado? Lembre-se que a compra de links é considerada Black hat e o Google pode puni-lo por isso, mais cedo ou mais tarde.

Você pode pedir, no entanto, que seus clientes criem depoimentos sobre a sua empresa, produto ou serviço e adicionem esse conteúdo a seus próprios sites. Além de conseguir links de qualidade, esses depoimentos terão mais credibilidade e força na hora de convencer outros clientes. Infelizmente, nem sempre você vai conseguir usar essa técnica. Tudo dependerá do seu nicho de mercado e aceitação do cliente, é claro!

3. Tradução de conteúdos

Não é segredo para ninguém que o marketing digital ainda está engatinhando aqui no Brasil, mesmo depois de todo o avanço que presenciamos nos últimos 10 anos. Por esse motivo, ainda é muito difícil encontrar boas referências e conteúdo realmente de valor em alguns nichos.

Para contornar essa situação você pode fazer parcerias com sites estrangeiros de seu mercado e se oferecer para traduzir o conteúdo deles e publicar em seu site. Com certeza, o site gringo não vai reclamar se você fizer isso, até porque você irá linkar ao fim do artigo para a publicação original e lhe oferecer um link de qualidade, não é mesmo?

Por outro lado, você também pode pedir a ele que adicione um link para o artigo traduzido em seu blog. Provavelmente, fazendo isso você vai colecionar alguns links de qualidade e com autoridade que serão muito úteis para sua estratégia de link building.

4. Benchmarking

Novamente vamos falar do benchmarking como aliado em sua estratégia de marketing digital. Esse passo consiste em acompanhar a sua concorrência e descobrir quais os links externos eles já conseguiram e quais ainda estão disponíveis no mercado, que podem ser úteis para o seu site.

Mapeie em uma planilha do Excel, por exemplo, os potenciais parceiros de sua empresa e os seus concorrentes. Analise a autoridade do possível parceiro e descubra se ele já está linkando para algum de seus concorrentes. Se não estiver, aí está uma grande oportunidade para criar links externos de qualidade para o seu site, aproveite!

Conclusão

O link building ainda é válido para melhorar o seu posicionamento com os mecanismos de pesquisa e por isso não deve ser descartado de sua estratégia de search marketing. Por outro lado, você não pode sair por aí distribuindo os seus links ou comprando espaços e achar que tudo vai dar certo.

Os algoritmos do Google estão mais inteligentes do que nunca. Então, você tem que fazer o trabalho do jeito certo para garantir os seus resultados e evitar ser punido, afinal, uma vez na lista negra do Google é bem provável que você nunca mais saia dela.

Veja essas dicas novamente e observe como elas podem ser úteis para o seu site. Se ainda tiver dúvidas deixe o seu comentário abaixo, terei prazer em respondê-lo.

A propósito, não deixe de se inscrever na minha Lista VIP e receber todas as novidades sobre link building, SEO e produção de conteúdo. Sempre tem novidades para compartilhar, aproveite! 🙂

Junte-se a mais de 390 alunos e descubra como atrair mais clientes com o marketing de conteúdo!

César Ribeiro

César Ribeiro é o CEO do RedatorOnLine.net e consultor de marketing para pequenas empresas e profissionais liberais. Atua com marketing digital e marketing de conteúdo há mais 8 anos. Autor, empreendedor e apaixonado pela internet.

Website: https://redatoronline.net

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *