Criação de conteúdo: Tudo o que você precisa saber para ter sucesso!

Você quer que a sua empresa tenha muito sucesso e que consiga um número de vendas histórico, não é mesmo? Então, para que isso realmente aconteça e que todas as suas expectativas saiam efetivamente do papel e se tornem realidade, você precisa de uma coisa primordial nos dias de hoje: Criação de conteúdo de qualidade na internet.

criação de conteúdo

Desenvolver uma estratégia para a produção de conteúdo em sua empresa se torna uma maneira mais fácil e barata de se atrair novos clientes, além de desenvolver maior confiança do seu público-alvo. Esses são apenas alguns dos atributos que fazem valer a pena investir em criação de conteúdo para internet, pois eu já te garanto que se bem realizada, funciona muito bem para qualquer empresa.

Além disso, você precisa entender que com os avanços que a internet proporcionou para a comunicação entre clientes e as empresas, as pessoas deixaram de procurar apenas por produtos, mas sim por soluções e conteúdos que realmente agregam valor à vida delas. Com isso, se o conteúdo for relevante para o público-alvo, o usuário presta maior atenção e toma a empresa como referência.

A partir desse processo, também se torna maior a possibilidade de as pessoas realizarem publicidade espontânea do seu conteúdo, gerando um alcance cada vez maior da sua marca. Dessa forma, a criação de conteúdo na internet se torna uma excelente alternativa para quem deseja de fato alcançar patamares mais elevados com a sua empresa.

Ficou interessado e quer saber ainda mais sobre a produção de conteúdo? Então, continue a leitura desse artigo até o final e descubra qual o conceito de criação de conteúdo, quais as diferenças entre criação interna e terceirizada e algumas dicas para produzir o melhor conteúdo voltado para o público-alvo da sua empresa.

O que é criação de conteúdo?

Para conseguir compreender o que é a criação de conteúdo, antes de tudo, é preciso fazer uma volta ao passado, mais precisamente para o final do século XIX. Um dos maiores fabricantes de máquinas agrícolas no mundo, a John Deere, foi uma das primeiras empresas a usar esse tipo de estratégia para conseguir mais clientes.

A empresa passou a usar a produção de conteúdo após a colonização dos EUA, onde às colônias norte-americanas se expandiram e os habitantes passaram a ter dificuldade em plantar as suas sementes em terras diferentes do solo arenoso encontrado na Nova Inglaterra, um dos primeiros locais habitados no país. Com esse cenário, em 1895, a John Deere lançou no país a revista chamada The Furrow.

Essa revista disponibiliza diversas informações sobre métodos de semeação e cultivo, além de dicas de como usar as invenções da marca para facilitar todos os processos no campo. Dessa forma, a empresa estimulava a utilização dos seus produtos ao mesmo tempo que facilitava a vida das pessoas. Surgia então a produção de conteúdo.

banner conteúdo estratégico

Outro marco quando tratamos desse assunto também surge nessa época, mais precisamente em 1900. O livro Guia Michelin, produzido pela empresa de pneus Michelin, nasce com o intuito de mostrar os principais restaurantes que existiam nos EUA, fazendo com que as pessoas passassem a usar mais os seus carros e, por consequência, os pneus produzidos pela empresa.

Então, a partir desses dois exemplos rápidos, eu quero que você entenda que a criação de conteúdo nada mais é do que uma ferramenta para criar um maior engajamento e proximidade com as pessoas, baseado em um conteúdo de qualidade e relevância para o seu público. Desta maneira, uma determinada empresa se torna referência no setor e ganha cada vez mais clientes.

Na internet, a produção de conteúdo segue esses mesmos parâmetros apresentados até aqui. Oferecer o conteúdo certo e com qualidade para o seu público no momento em que ele está precisando pode ser o fator determinante para decisão da compra do seu produto.

Criação interna ou terceirizada?

Esse pode ser considerado um dos pontos mais importantes quando se trata do planejamento da produção de conteúdo de uma empresa. Tanto a criação interna como a terceirizada apresentam vantagens e desvantagens, sendo que a melhor opção para cada organização irá depender de diversos fatores, como a verba destinada para essa atividade, por exemplo.

A criação interna é baseada na presença de uma equipe dentro da empresa que fica responsável por toda a produção e postagem de conteúdo nas plataformas de distribuição. Nesses casos, normalmente, é preciso contar com profissionais com diferentes habilidades, pois a produção de um texto é diferente da de um vídeo e, assim por diante.

Com isso, essa produção interna pode acarretar em um gasto elevado, além da possível necessidade da contratação de novos funcionários.

Enquanto isso, uma criação de conteúdo terceirizada se torna uma alternativa para quem deseja contar com a qualidade de profissionais especializados na área para cuidar dos seus conteúdos, sem precisar tirar o foco da atividade principal da empresa.

Esse tipo de produção pode oferecer uma melhor solução para as empresas tanto no lado financeiro como no logístico, pois a criação de diferentes formatos fica a cargo da empresa contratada. Com isso, analise corretamente as características da sua empresa e escolha pela opção que mais se encaixa nas suas necessidades.

Dicas para criar o melhor conteúdo

banner conteúdo estratégico

Se você chegou até aqui é porque está realmente interessado em saber como fazer a criação de conteúdo da sua empresa e se tornar referência no seu setor. Dessa forma, veja abaixo 6 dicas que você sempre deve considerar antes de iniciar qualquer planejamento de produção de conteúdo:

1. Conheça os formatos de conteúdos

Para iniciar a sua produção de conteúdo, primeiramente, você deve conhecer profundamente a sua persona. Com esse estudo aprofundado dos seus possíveis clientes é possível saber quais os formatos que mais agradam e, dessa forma investir neles.

Mas, você deve entender que é preciso sempre diversificar os formatos utilizados, oferecendo novas maneiras de interação com a sua marca.

Com isso, veja a seguir os principais formatos que existem dentro de uma estratégia de produção de conteúdo:

Artigos para blog

Um dos formatos mais tradicionais que existem, os artigos para blog apresentam a característica de se adaptar a qualquer tipo de formato e tema, além de possuir um baixo custo de iniciação e ser fácil de ser utilizado.

Além disso, esse tipo de conteúdo também detêm a vantagem de ser otimizado para SEO, que são os mecanismos dos sites de busca, como o Google, por exemplo.

Posts para redes sociais

Atualmente as redes sociais são as principais plataformas de divulgação e contato de uma empresa com os seus clientes, independente se for o Facebook, Instagram ou até mesmo o LinkedIn, por exemplo.

Por conta disso, é primordial se ter um conteúdo focado para cada uma dessas plataformas, com uma adaptação da linguagem e periodicidade que correspondem às características da sua persona.

Infográficos

Esses daqui podem ser um dos conteúdos que mais dá trabalho para ser produzido, mas ao mesmo tempo também gera uma grande fonte de tráfego de usuários nas suas plataformas.

Os infográficos são de uma maneira simplificada, a transformação de um conteúdo escrito em uma imagem, facilitando assim a compreensão de um conceito difícil de ser explicado por meio de texto apenas. Eles também podem ser usados para ligar diversos temas em uma única imagem.

eBbooks

Se você pensou em um eBook como uma espécie de artigo de blog mais robusto, parabéns, você está corretíssimo. Se bem construídos e, como já disse anteriormente, atender as necessidades da sua persona, os eBooks podem se tornar a sua principal forma de geração de leads.

Esse conteúdo apresenta a característica de ser mais aprofundado e didático em determinado assunto, além de trazer diversos detalhes e novos pontos de vista sobre o tema.

Vídeos

Com o grande aumento da velocidade das ações na sociedade contemporânea, os vídeos surgem como uma excelente alternativa para quem deseja conquistar mais seguidores.

Vídeos curtos e objetivos conseguem prender a atenção dos usuários, além de serem uma forma mais leve de se transmitir um conteúdo, seja através de demonstrações ou entrevistas, por exemplo. Os vídeos também podem gerar artigos para o blog e posts para as redes sociais posteriormente, já que possuem roteiros.

2. Crie um título atrativo

Outra etapa do processo da criação de conteúdo que você deve prestar muita atenção é na questão dos títulos utilizados em cada um dos materiais produzidos. Com certeza você já ouviu aquele ditado popular “A primeira impressão é a que fica”, saiba que isso também vale para a produção do seu conteúdo e que o título é o responsável por essa impressão inicial.

Entenda o título como uma chamada para o seu conteúdo, que deve ser objetiva, gerando interesse e conexão com a sua persona. Além disso, saiba também que os títulos influenciam diretamente na questão do SEO do seu conteúdo, devendo ser construídos de maneira a proporcionar uma ligação com a ideia central.

Dessa forma, uma dica para construir um título muito atrativo é seguir o formato: tema principal (ou palavra-chave no caso de SEO) + promessa ou benefício. Veja abaixo alguns exemplos de títulos que funcionam muito bem seguindo esse formato:

  • Como eliminar os sintomas da enxaqueca sem o uso de remédios?
  • 8 passos para transformar o seu negócio em uma empresa de sucesso.
  • Guia rápido e prático para quem deseja ter sucesso no mercado de trabalho!

3. Defina o tamanho do conteúdo

banner conteúdo estratégico

Um ponto muito questionado, principalmente por quem está começando na área de criação de conteúdo, é se o tamanho de cada material produzido pode influenciar diretamente na sua funcionalidade. Entenda que novamente deve ser levado em consideração as técnicas de SEO para a otimização do seu texto, como já falei anteriormente.

Com isso, seguindo os parâmetros do Google, principal site de buscas da internet, o seu texto deve possuir no mínimo 300 palavras, apresentar um certo grau de especialização do tema abordado, além de não ser repetitivo. Você também deve levar em consideração o fato de produzir um texto escaneável, ou seja, fácil de se ler.

Mas, apesar dessas recomendações básicas, o tamanho ideal do seu conteúdo irá variar de acordo com os formatos escolhidos, o seu objetivo e também o grau de profundidade de cada material.

4. Escolha boas referências

Apesar de produzir conteúdo sobre um determinado assunto, é praticamente impossível que você saiba tudo sobre o tema em questão. Com isso, uma das maneiras de sempre se manter atualizado e por dentro de todas as informações que envolvem a temática é buscar por outros materiais que também tratam sobre o assunto e utilizá-los como referência.

Você pode encontrar essas referências desde pesquisas relacionadas ao seu assunto de trabalho no Google, ou buscando por conteúdos em outro idioma ou ainda usando algumas ferramentas, como a SemRush. No entanto, entenda que esses conteúdos devem servir apenas como referências e não utilizados como fonte de cópia.

Além disso, apesar da credibilidade de determinados conteúdos, também se deve tomar cuidado para não replicar dados e informações incorretas. Dessa forma, sempre utilize mais de uma fonte de informação, cruzando dados e checando as datas de publicação.

5. Não esqueça dos CTA’s

Os CTA’s, Call To Action ou em português Chamadas de Ação, são links ou algum ponto de uma página de um site, blog ou redes sociais que fazem com que o usuário realize uma determinada ação. Essas ações são parte integrante da estratégia de marketing de conteúdo determinada por uma empresa.

Desta maneira, entenda que toda publicação deve possuir um objetivo claro que é materializado em um CTA e que converge para se alcançar um objetivo maior, que é o aumento do número de leads, por exemplo. Com isso, publicação sem nenhum CTA nada mais é do que um perda de tempo e recurso, além de ser uma publicidade grátis.

Essas ações que um conteúdo pode gerar vão desde incentivar o seu cliente a comprar um produto da sua empresa, ou se inscrever em algum curso, até mesmo deixar um comentário e compartilhar com os amigos nas redes sociais.

6. Use imagens e design

Uma das principais formas de se gerar engajamento e compartilhamentos, as imagens são uma excelente maneira de se produzir conteúdo na internet e fundamentais que estejam presentes quando tratamos de posts em redes sociais e artigos em blogs. As imagens servem para ilustrar os conteúdos, além de gerar uma maior conexão com as pessoas.

Um conteúdo imagético também facilita a leitura, deixando o material mais escaneável, como já dissemos anteriormente. Existem diversas plataformas que disponibilizam um grande acervo de imagens que podem ser usadas para a criação do seu conteúdo, mas fique atento pois em alguns casos existem direitos autorais que devem ser respeitados.

Você também deve se atentar a questão do design dos materiais que você disponibiliza em suas plataformas. Assim como os títulos, que tratamos no tópico 2 dessas dicas sobre criação de conteúdo, o design também influencia diretamente na impressão das pessoas.

Conclusão

De uma maneira geral, você precisa entender que a criação de conteúdo surgiu antes mesmo da internet e como uma maneira de conquistar e engajar mais facilmente os clientes. Para iniciar a produção de conteúdo na sua empresa você precisa se atentar a diversos aspectos, como se a criação será interna ou terceirizada, por exemplo.

Além disso, também é preciso se atentar às questões que envolvem a produção do conteúdo em si, como os formatos a serem usados, qual o tamanho ideal e o objetivo individual de cada uma das publicações realizadas. Com isso, sua estratégia será mais eficaz!

Gostou de conhecer mais sobre criação de conteúdo? Então, não perca mais tempo e se inscreva agora no curso gratuito Conteúdo Estratégico. Nele tem um módulo específico sobre sobre criação de conteúdo e todos passos que você precisa seguir para ter sucesso. Clique aqui para se inscrever gratuitamente!.

banner conteúdo estratégico

Junte-se a mais de 560 alunos e descubra como atrair mais clientes com o marketing de conteúdo!

César Ribeiro

Avatar

César Ribeiro é o CEO do RedatorOnLine.net e consultor de marketing para pequenas empresas e profissionais liberais. Atua com marketing digital e marketing de conteúdo há mais 8 anos. Autor, empreendedor e apaixonado pela internet.

Website: https://redatoronline.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *